Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Santos lamenta gol no início e admite falta de atenção após derrota

Luan fez primeiro gol do Atlético-MG logo no primeiro minuto do jogo; time paulista estaciona em 51 pontos

Redação, Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2019 | 20h24

Sofrer um gol na primeira ação ofensiva do Atlético Mineiro foi determinante para a derrota por 2 a 0 do Santos, neste domingo, no estádio Independência, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Essa foi a avaliação dos jogadores após o tropeço que encerrou uma série invicta de seis jogos da equipe, agora a 13 pontos do líder Flamengo.

Uma das novidades da escalação, o meia Jean Mota avaliou que faltou atenção ao time no começo do duelo, quando Réver deu lançamento do campo defensivo atleticano para Luan, que avançou nas costas de Jorge e finalizou para fazer 1 a 0.

"Deveríamos ter entrado mais ligado em campo. Mas agora já foi. O time deles só teve as duas chances, depois não criou mais. Retomar, pensar agora no clássico. A gente tem sempre procurado jogar, mas tomamos o gol no começo, abala um pouco, mas não podemos ter isso. Acabamos tomamos o segundo gol, que acabou complicando mais ainda", disse, em entrevista ao Premiere.

Luan Peres, um dos três zagueiros escalados por Sampaoli, deu opinião parecida. Para ele, a vantagem do Atlético-MG dificultou a estratégia santista, que apostava na velocidade dos atacantes Soteldo, Derlis González e Marinho, mas pouco encontrou espaços quando esteve em desvantagem.

"Tivemos uma estratégia de começar com três homens rápidos na frente, porque a defesa deles era mais lenta, mas tomamos um gol muito cedo e eles recuaram. Isso complicou nosso jogo", comentou o defensor.

Com a derrota, o Santos parou nos 51 pontos, em terceiro lugar no Brasileirão. O time buscará a reabilitação no próximo sábado, quando vai visitar o Corinthians, em clássico marcado para a arena do clube rival em Itaquera.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.