Santos lançará mais quatro em 2003

A prioridade atual dos dirigentes do Santos é a renovação do contrato dos laterais e Léo e Maurinho e só depois de concluída essa etapa é que começarão a tratar do reforço de algumas posições. Mas quatro atletas que se tornaram campeões da B-3 Paulista pelo Jabaquara, o Santos-B, estão sendo observados de perto e ganharão uma chance em 2003 no time principal: o meia Jerry, o zagueiro Silvio e os volantes Betão e Ramires.O diretor de futebol Francisco Lopes revela que a prioridade é a renovação de Léo e de Maurinho. Quanto a Léo, o dirigente acredita que não haverá problemas. "Conversei com o jogador e o técnico Leão falou com Iko Martins, procurador do atleta, e a possibilidade da permanência do lateral é muito grande". Espera a renovação a qualquer momento, enquanto aguarda uma definição da situação de Maurinho, que deverá ocorrer depois das festas de fim de ano.A situação mais complicada é a de Alberto. O centroavante não deverá mesmo permanecer no Brasil, diante da oferta irrrecusável de um time russo: luvas de US$ 500 mil e salários de US$ 35 mil mensais. Robert também terá uma renovação difícil, pois seus ganhos (R$ 125 mil mensais) superam em muito o limite fixado pelo clube (R$ 70 mil). Outro jogador que está retornando é Rubens Cardoso, cujos salários também são considerados altos pelos dirigentes. "São atletas remanescentes da época de Rincón, Marcelinho Carioca e outros atletas caros que passaram pelo clube".REFORÇOS - Os dirigentes sabem que precisarão reforçar a equipe principalmente para a disputa da Libertadores, mas só pensarão em contratar novos jogadores quando a situação dos atletas com contrato vencendo nos próximos dias estiver definida. Tenta-se, por exemplo, manter Alberto, mas se não der certo, o clube irá procurar um substituto.Independente disso, quatro jogadores deverão ser lançados em 2003: o meia Jerry, principal destaque da série B-3, o zagueiro Sílvio e os volantes Betão e Ramires. Eles pertecem ao Santos, mas foram emprestados ao Jabaquara, que funcionou este ano como o Santos-B e foi campeão da série, levando a invencibilidade até a última partida quando, campeão antecipado, sofreu a primeira derrota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.