Alexandre Vidal/ CR Flamengo
Alexandre Vidal/ CR Flamengo

Santos leva três gols de Gabriel e é goleado pelo Flamengo na Vila Belmiro

Estreante Andreas Pereira marca no fim e dá números finais ao duelo pelo Campeonato Brasileiro

Bruno Accorsi, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2021 | 21h14

Depois de empatar com o Inter sofrendo um gol de Yuri Alberto, no final de semana passado, o Santos voltou a jogar pelo Brasileirão neste sábado, contra o Flamengo, e mais uma vez teve problemas ao enfrentar um jogador revelado na sua própria categoria de base. Gabriel marcou três vezes na Vila Belmiro, chegou ao sétimo gol em duelos contra o ex-clube e comandou a goleada por 4 a 0 sofrida pelos santistas, em jogo válido pela 18ª rodada, que ainda teve um gol do estreante Andreas Pereira.

Com a derrota elástica, o Santos chega ao quarto jogo sem vitória no Brasileirão, com três empates e uma derrota. Além disso, vive um jejum também de quatro jogos jogando na Vila pela competição nacional, na qual tem 22 pontos somados, em 11º lugar, com chances de perder duas posições até o fim da rodada. Já o Flamengo chegou aos 31 pontos e vai dormir dentro do G4, em quarto lugar.

Antes do placar trágico, a habitual proposta ofensiva do Santos foi colocada em prática durante os primeiros minutos do jogo e rendeu eventuais boas jogadas no campo de ataque. Apesar disso, como do outro lado havia um time com muita qualidade técnica, os donos da casa sofreram um pouco na defesa, já que os flamenguistas tiveram seus bons momentos, algumas vezes pressionando a saída de bola, outras aproveitando os espaços deixados pelo adversário para armar o contra-ataque.

Diante desse cenário, os dois times conseguiram finalizações interessantes. Do lado santista, entretanto, a produção ofensiva durou apenas durante a primeira metade da etapa inicial. Depois de uma finalização perigosa de Pirani, aos 25 minutos, pouco foi feito pelo time comandado por Fernando Diniz. Já o Flamengo, que havia colocado o goleiro João Paulo para trabalhar três vezes, continuou criando, mas não caprichou no último passe e na conclusão dos lances.

O zero saiu do placar no início do segundo, com um pênalti convertido por Gabriel, aos seis minutos. A penalidade foi marcada quando Michael caiu na área após contato de Wagner, e o árbitro Bráulio da Silva Machado recorreu ao VAR para confirmar a marcação. Sem piedade do clube que o revelou, o artilheiro flamenguista colocou mais uma bola na rede aos 25 minutos, após receber assistência de Michael, outro em noite inspirada, dentro da área.

Menos de dez minutos depois, aos 34, Gabriel aproveitou um rebote para fazer o terceiro gol do Flamengo, que não parou por aí. Anunciado na semana passada, Andreas Pereira entrou no lugar de Everton Ribeiro, aos 35 minutos, e balançou a rede aos 38, fechando o placar depois de uma falha da defesa do Santos.

O Santos volta a campo no próximo sábado, quando visita o Cuiabá na Arena Pantanal, a partir das 21 horas, pela 19ª rodada. O Flamengo enfrentaria o Atlético-GO no domingo, mas a partida foi adiada pela CBF, que decidiu suspender os jogos dos clubes que tiveram jogadores convocados para a seleção após clubes europeus se recusarem a liberar atletas brasileiros.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 4 FLAMENGO

SANTOS - João Paulo; Madson, Robson, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Camacho, Jean Mota (Ivonei) e Carlos Sánchez (Luiz Henrique); Gabriel Pirani, Marcos Leonardo e Lucas Braga (Marcos Guilherme). Técnico: Fernando Diniz.

FLAMENGO - Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Bruno Viana e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (Thiago Maia), Arrascaeta (Vitinho) e Everton Ribeiro (Andreas Pereira); Michael e Gabriel (Pedro). Técnico: Renato Gaúcho.

GOLS - Gabriel, aos seis, os 25 minutos e aos 34, e Andreas Pereiras, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Robson, Isla, Bruno Viana, Diego, Carlos Sánchez, Jean Mota, Felipe Jonatan e Gustavo Henrique.

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (SC).

PÚBLICO E RENDA - Sem público.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.