Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Santos lucra quase R$ 1 milhão no adeus ao Paulista e tem média de 18 mil pessoas

Equipe fez oito jogos como mandante, sendo um na Vila Belmiro e sete no Pacaembu

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

10 de abril de 2019 | 08h18

O Santos foi eliminado de modo doloroso nas semifinais do Campeonato Paulista com a derrota por 7 a 6 para o Corinthians nos pênaltis, na noite de segunda-feira, após triunfar por 1 a 0 no tempo regulamentar, mas ao menos deixou o Pacaembu com o bolso cheio. Afinal, de acordo com o borderô do clássico, teve uma renda liquida de R$ 974.841,94.

O valor corresponde a cerca de 66% da bilheteria total da partida entre Santos e Corinthians. O duelo, que contou com a presença apenas de torcedores do clube da Vila Belmiro, teve renda total de R$ 1.477.585,00, com 37.731 pagantes e 38.542 espectadores presentes. E o valor médio do ingresso foi de R$ 39,16.

Foi, disparado, o maior público e renda do Santos como mandante nesta edição do Paulistão. Até então, o clube havia registrado sua maior arrecadação em clássico contra o São Paulo, vencido por 2 a 0, com bilheteria de R$ 630.064, ainda pela primeira fase. Já a principal presença de público tinha acontecido em outro 2 a 0, sobre o Red Bull, pelas quartas de final, com 20.615 pessoas presentes ao duelo.

Esses compromissos foram realizados no Pacaembu, palco de sete dois oito jogos como mandante do Santos no Paulistão. O time até estreou na competição na Vila Belmiro, em 19 de janeiro, contra a Ferroviária, mas depois fechou o seu estádio por quase três meses para obras de modernização - a casa santista será reaberta nesta quinta-feira com o duelo contra o Atlético Goianiense, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Nesses compromissos do Paulistão em casa, o Santos teve média de 17.693 torcedores por duelo. Já a renda bruta total desses oito jogos foi de R$ 4.274.841,50, com média de R$ 534.355,19 por compromisso.

O time, porém, teve prejuízo na bilheteria nas partidas contra Oeste e Novorizontino, que tiveram rendas inferiores a R$ 250 mil e apenas cerca de dez mil pessoas presentes ao Pacaembu.


Confira as rendas e públicos do Santos como mandante no Paulistão:

19/01 - 1 x 0 Ferroviária (Vila Belmiro) - R$ 252.135 e 8.616 torcedores

27/01 - 2 x 0 São Paulo (Pacaembu) - R$ 630.964 e 20.239 torcedores

09/02 - 1 x 0 Mirassol (Pacaembu) - R$ 522.527 e 19.261 torcedores

18/02 - 3 x 0 Guarani (Pacaembu) - R$ 399.272 e 14.708 torcedores

02/03 - 3 x 2 Oeste (Pacaembu) - R$ 249.544 e 9.486 torcedores

15/03 - 0 x 1 Novorizontino (Pacaembu) - R$ 215.767 e 10.079 torcedores

23/03 - 2 x 0 Red Bull Brasil (Pacaembu) - R$ 527.047,50 e 20.615 torcedores

08/04 - 1 x 0 Corinthians (Pacaembu) - R$ 1.477.585 e 38.542 torcedores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.