Santos: mais uma de virada no Brasileiro

Os torcedores do Santos gritaram ?olé? no final da vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, neste domingo, na Vila Belmiro. Mas antes disso passaram por sustos, com as chances criadas pelos cariocas no primeiro tempo e com o gol dos adversários, marcado logo aos dois minutos da segunda etapa. Mais uma vez os santistas reagiram, viraram o jogo e acabaram desempenhado novamente um bom futebol. Com o resultado, o time do técnico Leão somou 85 pontos, enquanto o rival carioca permaneceu com 46 e ainda corre risco de rebaixamento à Segunda Divisão.O capitão Narciso jogou até os 43 minutos do segundo tempo, em sua primeira partida como titular desde que se curou da leucemia e saiu aplaudido de campo. O Santos poderia ter liquidado bem cedo a partida. Seus habilidosos jogadores encontraram o espaço que pretendiam, mas voltaram a errar em demasia os chutes a gol. Assim, aos 4 minutos Diego pegou a bola livre na área, chutou mal, cruzado, e a bola saiu à direita do gol de Kleber.No minuto seguinte, foi a vez de Robinho pegar a bola pela esquerda e chutar muito fraco, sem problema para o goleiro do Fluminense. O time carioca reagiu no minuto seguinte e César acertou boa cabeçada, para Júlio Sérgio defender. Os santistas continuaram com seu jogo envolvente, mas sem levar perigo ao gol de Kleber, com exceção para uma bela bicicleta de Robinho, aos 42 minutos. A bola ia na direção do ângulo direito de Kleber, que fez sua única defesa difícil no primeiro tempo.As melhores chances da primeira etapa foram do time carioca. Romário, com participação discreta, levou perigo à meta de Júlio Sérgio aos 39 minutos, quando pegou um rebote do goleiro, mas desperdiçou. Aos 43, no entanto, o artilheiro pegou a bola do lado esquerdo, avançou no sentido contrário, tirando Alex e Júlio Sérgio da jogada, mas concluiu mal, à direita do gol santista.O segundo tempo começou agitado, com o Santos no ataque. Mas foi surpreendido logo aos 2 minutos, quando Esquerdinha marcou um golaço de fora da área, aproveitando um rebote de Júlio Sérgio.Os santistas não deram tempo para o Fluminense se armar e aos seis minutos foi a vez de Diego marcar também seu golaço, ao aproveitar um rebote da defesa carioca. Ele estava na entrada da área, de frente para o gol, e desta vez chutou forte, baixo, sem defesa para Kleber. Mais um minuto e o prejuízo estava descontado: Diego cobrou falta pela esquerda de seu ataque, um mini-escanteio, e Alex apareceu em velocidade dentro da área, com uma cabeçada fulminante: 2 a 1.A virada deu ao Santos o domínio completo da partida e aos 12 minutos Fabiano ampliou a vantagem: ele aproveitou uma bola cruzada e a falha da defesa do Fluminense para marcar, de cabeça, o terceiro gol santista. Aos 20 minutos, Renato Gaúcho resolveu tirar Romário, que nada fez no segundo tempo.Desfalque - O jogo, porém, era dos santistas, que continuaram chegando com grande facilidade à área dos cariocas. Aos 22, Robinho fez das suas dentro da área. Perdeu a bola, recuperou-a e, ao tentar passar por dois zagueiros, foi derrubado. O juiz acabou marcando falta do atacante, que levou seu terceiro cartão amarelo e não jogará contra o Goiás. O último lance do jogo foi a última chance desperdiçada por Fabiano, que penetrou em velocidade na área e, na saída de Kleber, chutou para fora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.