Santos: mesmo com vitória, torcida pede demissão de Leão

Faixas na Vila Belmiro diziam 'Leão desagregador' e 'Respeite o Santos'; técnico diz ser a 'turma do carnaval'

Rafael Argemon, estadao.com.br

22 de fevereiro de 2008 | 09h48

  Maurício de Souza/AE Uma das faixas extendidas pelos torcedores do Santos na Vila Belmiro, contra o técnico LeãoSÃO PAULO - A vitória e a saída da zona de rebaixamento não foram suficientes para que alguns torcedores do Santos perdoem completamente o técnico Emerson Leão. Várias faixas contra o treinador foram expostas na Vila Belmiro. E, mesmo após o fim do jogo, houve vaias. Veja também: Kléber Pereira diz que sinal vermelho segue aceso Kleber Pereira marca dois gols e Santos bate o Guarani por 3 a 1"Leão desagregador. Queremos treinador", dizia uma das faixas. "Respeite o Santos", pedia outra. O treinador desqualificou os protestos. "É a turma do carnaval, que quer tumultuar. O importante é levar o Santos para cima."Leão fez questão de elogiar os atacantes Trípodi e Wesley. "O jogo do Mariano (Trípodi) é simples. É um argentino chato que corre e tromba", comentou. "O Wesley é uma realidade deste clube e temos de incentivá-lo." O Santos perdeu o zagueiro Adailton com lesão no joelho esquerdo. O jogador será submetido a exames nesta sexta-feira para saber a gravidade da lesão.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCEmerson LeãoPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.