Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Santos mira velhos conhecidos de Carille para fazer temporada de recuperação em 2022

Tricampeão paulista com o Corinthians, treinador usará Estadual para ganhar fôlego no comando do time alvinegro

Marcos Antomil, especial para o Estadão

25 de dezembro de 2021 | 15h00

Quando desembarcou no CT Rei Pelé, Fábio Carille chegou com a ingrata missão de livrar o Santos do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Quando a situação parecia mais complicada, a contratação de Edu Dracena e o retorno do público à Vila Belmiro serviram de combustível para a equipe alvinegra dar um salto e terminar o Nacional na 10ª colocação com vaga na Copa Sul-Americana.

Para iniciar bem a próxima temporada, o Santos planeja fazer um Campeonato Paulista seguro para evitar dores de cabeça como em 2021, em que a equipe alvinegra lutou contra o rebaixamento e terminou na modesta 12ª colocação. Em 2022, a missão, ao menos no papel, não parece ser tão simples, uma vez que o time da Baixada tem Red Bull Bragantino, Ponte Preta e Santo André como concorrentes no Grupo D.

Carille conquistou de forma consecutiva três títulos do Paulistão pelo Corinthians e sabe que uma boa campanha no Estadual prorrogará sua vida no Santos e trará tranquilidade para o restante do ano. O treinador não tem um estilo de jogo que agrade à torcida santista, acostumada com equipes extremamente ofensivas.

Rodriguinho e Clayson, vinculados ao Bahia e velhos conhecidos de Fábio Carille da época de Corinthians, foram alguns dos nomes analisados pelo Santos e dão ideia do que a comissão técnica planeja para 2022. A recuperação de Marinho também é vista como essencial.

O apoio dado pela torcida nos últimos jogos do Brasileirão, lotando as arquibancadas da Vila Belmiro, também é um importante ingrediente para ser mantido em 2022. Assim, Carille buscará conquistar o carinho dos santistas. Ainda no primeiro semestre, o Santos terá a disputa da primeira fase da Copa Sul-Americana e das etapas iniciais da Copa do Brasil para chegar ao Campeonato Brasileiro vislumbrando melhores posições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.