Santos muda esquema para jogo no Rio

Invicto no Rio-São Paulo, o Santos enfrenta amanhã o Botafogo, às 21h40, no Maracanã, e conta com uma vitória para facilitar a classificação para a final do torneio. O técnico Geninho espera que seu time volte a jogar o futebol que tem dado resultado, responsável por uma média de três gols nas partidas disputadas nesta temporada. Sem poder contar com o esquema de três zagueiros - já que Galván cumpre suspensão automática - ele vai ter que mudar novamente a formação tática que vem adotando, o 3-4-3, mas não abrirá mão de uma marcação forte. Para isso, conta com o retorno de André Luís, que está recuperado de contusão no tornozelo direito."Creio que o melhor sistema de marcação no futebol moderno é feito com três zagueiros, mas na falta de jogadores da função, temos que fazer alguma adaptação". Isso significa que ele irá adotar o esquema 4-3-1-2, com o volante Marcelo Silva atuando mais recuado, quase como um zagueiro, e Robert jogando mais à frente, entre os volantes e os atacantes. "Na prática, não muda muito, já que um volante faz o trabalho de um terceiro zagueiro e o importante é que os bons resultados estão acontecendo nos dois esquemas", comentou o treinador.Geninho entende que o adversário de amanhã à noite será bastante perigoso, pela pressão que enfrentará para vencer a partida. Desclassificado no domingo da Copa Guanabara e vivendo o problema de atraso nos pagamentos, o time carioca vive um momento delicado. "Tudo isso faz com que aumente a responsabilidade e torne o jogo mais perigoso para nós". Mesmo assim, acha que, "jogando o futebol das últimas partidas, temos condições de vencer e disputar a vaga para a final do torneio na Vila Belmiro em vantagem".O goleiro Fábio Costa espera que o Santos aproveite o momento difícil vivido pelo Botafogo. "Esses problemas do adversário devem servir como motivação para nós, e não como motivo de relaxamento". O goleiro destaca a boa fase de seu time: "com exceção da goleada que sofremos para o São Paulo, a equipe tem ganho em todos os campos". No Rio-São Paulo, os santistas estão invictos, tendo vencido três partidas e empatado uma, das quatro disputadas até aqui. Seu ataque marcou 11 gols e sua defesa sofreu apenas dois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.