Santos muda para surpreender o Cúcuta na Libertadores

Técnico Emerson Leão escala Domingos e Lima para a partida desta quinta-feira na Vila Belmiro

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

30 de abril de 2008 | 18h08

O Santos muda dois jogadores e a maneira de atuar para surpreender o Cúcuta Deportivo, da Colômbia, nesta quinta-feira às 20h45 (com acompanhamento do estadao.com.br), na Vila Belmiro, pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. Marcelo substitui Domingos (suspenso) e Lima estréia (entra no lugar de Rodrigo Tabata) para ser o atacante mais adiantado do time. Veja também: Calendário e resultados O técnico Leão aproveitou o intervalo de 15 dias entre a última partida contra a equipe colombiana na fase de grupos e a desta quinta para mudar as funções de alguns jogadores, além de criar alternativas para superar o forte esquema defensivo do adversário. "Temos que fazer a lição de casa e a vitória com um gol de diferença já serve", afirmou Leão, destacando que os colombianos identificaram nos dois jogos anteriores virtudes e defeitos santistas. "O Cúcuta vem definido e conhece o nosso time." E como pretende jogar na Colômbia com a classificação às quartas de final bem encaminhada, para aumentar a possibilidade de vitória hoje, ele criou nova estratégia de jogo. "E vamos garimpar os erros do adversário", avisou o treinador. Leão sabe que o Cúcuta também não será o mesmo do último jogo porque três de seus importantes titulares ficaram no banco durante o primeiro tempo e em parte do segundo, porém tem certeza de que as duas linhas de quatro serão mantidas. "Se quando não precisava do resultado foi usada essa postura defensiva, não será na partida desta quinta e vai mudar", analisou. No Santos das oitavas, Kleber Pereira vai jogar como gosta, mais fora da área para avançar com a bola dominada, enquanto Lima será o único jogador fixo, prendendo os zagueiros adversários. Wesley terá a função de fechar o meio quando o time perde a bola e puxar os contra-ataques pela direita, com apoio de Betão, quando estiver atacando.  SantosFábio Costa; Betão, Fabão, Marcelo e Kleber; Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto, Wesley e Molina; Kleber Pereira e LimaTécnico: Emerson Leão CúcutaCastellanos; Braynner Garcia, Portocarrero, Córdoba e Elvis Gonzalez; Charles Castro, Zapata, James Castro, Amarilla e Macnelly Torres; Matias UrbanoTécnico: Pedro SarmientoÁrbitro: Marco Rodríguez (México)Estádio: Vila BelmiroHorário: 20h45Rádio: Edorado/ESPN - AM 700KhzTV: SporTVOutra novidade será a presença constante do ala Kleber no ataque, com determinação de trabalhar pela extrema. "Nos treinos, os gols em cruzamentos dele voltaram a sair", comemorou Leão. O zagueiro Marcelo, que o ex-capitão Zito considera uma das maiores revelações do Santos depois da geração de 2002, de Robinho e Diego, quer aproveitar a sua primeira oportunidade na Libertadores para se firmar como titular. E, de preferência, com um gol de cabeça. "Treinamos bastante a bola aérea nas cobranças de escanteios e faltas no ataque, aproveitando que eu e Fabão somos altos. Como Betão pode voltar pela direita e compor a defesa em alguns momentos, também posso ir ao ataque como elemento-surpresa", revelou Marcelo. "Mas, a primeira preocupação vai ser cobrir o lado esquerdo da defesa, porque Kleber vai jogar bem adiantado." Marcelo foi inscrito ontem no lugar de Adailton (recupera-se de cirurgia no joelho esquerdo) com a camisa 2, enquanto Lima entrou na vaga de Sebastián Pinto e será o 19.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.