Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Santos não sai do zero em Barueri e se complica no Paulistão

Time volta ao G-4 provisóriamente, mas pode terminar a rodada ainda fora da zona de classificação

Tercio David, estadao.com.br

28 de março de 2009 | 18h00

SÃO PAULO - O Santos segue em situação complicada no Campeonato Paulista e corre sério risco de terminar a 17.ª rodada novamente fora da zona de classificação para a semifinal. Neste sábado, o time de Vágner Mancini ficou no 0 a 0 com o Barueri, fora de casa, e poderá ser superado novamente pela Portuguesa.

Veja também:

link Santos lamenta gol anulado pela arbitragem

tabela Campeonato Paulista - Classificação 

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

Embora o time tenha volta ao G-4, com os mesmos 31 pontos da Lusa, o Santos precisa torcer contra os rivais, que pegam o Marília neste domingo, no Canindé.  "Agora vamos torcer para o Marília para podermos brigar diretamente pela vaga com a Portuguesa no meio da semana", comentou o santista Neymar. O Barueri, com 27 pontos, segue rondando a zona de classificação.

Na próxima quinta-feira, à 15h45, o Santos recebe exatamente a Portuguesa, na Vila Belmiro, no duelo que deve definir o último dos semifinalistas. No mesmo dia, às 21h50, o Barueri visita o Santo André, outro que também briga por uma vaga.

 Barueri 0
Renê; Leanderson, Leandro Castán     , Daniel Marques e Márcio Careca; Ralf, Esley      (Basílio), Éverton      (Junior) e Thiago Humberto; Fernandinho      e Pedrão (Luís)
Técnico: Estevam Soares
 Santos 0
Fábio Costa; Luizinho (Pará), Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Madson e Paulo Henrique Lima (Molina); Kléber Pereira (Roni     ) e Neymar
Técnico: Vágner Mancini
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Renda: e Público: não disponíveis

Estádio: Arena Barueri, em Barueri (SP)

POUCAS EMOÇÕES

O primeiro tempo foi de pouquíssimas emoções. Apenas um lance levantou o torcedor do Santos na arquibancada, mas o árbitro Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral encarregou-se de "acalmá-lo".

 

Madson bateu uma falta do bico da área, a zaga do Barueri não cortou e Fabiano Eller apareceu livre na segunda trave para desviar. No entanto, foi marcado um estranho impedimento do santista e o gol foi anulado.

O torcedor do Barueri também teve do que reclamar. No final do primeiro tempo, Fernandinho invadiu a área e tentou a jogada em cima de Luizinho, mas foi derrubado. No entanto, o árbitro entendeu que ele tentou simular o pênalti e acabou dando apenas o amarelo para o atacante.

No segundo tempo, embora o Santos tenha se empenhado um pouco mais, não conseguiu exigir uma grande atuação do goleiro Renê. O Barueri também, embora tenha se empenhado mais na marcação no meio-de-campo, não conseguiu criar muitas oportunidades de gol. "Faltou mais carinho nas finalizações. Até criamos as jogadas, mas não conseguimos concluir com qualidade", resumiu o técnico Mancini, na saída do gramado da Arena Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.