Leonardo Soares/AE
Leonardo Soares/AE

Santos nega saída de Neymar e desmente jornal italiano

Presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro diz que não há verdade nas informações e que o garoto cumprirá o contrato

SANCHES FILHO, Especial para O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2010 | 17h00

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, disse que nem tomou conhecimento da declaração atribuída a Neymar e publicada na edição desta quarta-feira do jornal italiano Gazzeta dello Sport, de que pode ter chegado a hora certa para ele se transferir para o futebol europeu.

"Devem ter pinçado um trecho de alguma frase de Neymar, mas não há fundo de verdade na notícia. O contrato que temos com Neymar acaba de ser ampliado e o projeto de carreira que o Santos fez para ele está no meio do processo de implantação", explicou o dirigente, nesta quarta-feira.

Segundo o jornal italiano, ao responder sobre a hipótese de deixar o Santos na reabertura da janela para transferências internacionais, em janeiro, o atacante disse que estaria propenso a ir contra a vontade dos diretores do seu clube, que respondem ao mundo que Neymar não está à venda. "Mas, eu não penso da mesma forma. Essa pode ser a hora certa para uma aventura na Europa".

O santista, inclusive, revelou que cinco grandes clubes europeus estão interessados na sua contratação: Chelsea e Manchester United, ambos da Inglaterra, Real Madrid, da Espanha, e os italianos Inter de Milão e Juventus. No último dia da janela de transferências do meio do ano, Neymar disse não ao Chelsea, que se mostrava disposto a depositar 35 milhões de euros, valor da multa contratual, para tirá-lo do Santos.

Para o agente Wagner Ribeiro, empresário de Neymar, o atleta não concedeu a entrevista publicada pela Gazzeta dello Sport. "É sensacionalismo do jornal italiano. Tudo não passou de uma brincadeira de Neymar com Ronaldinho Gaúcho, dizendo que iria jogar contra ele na Itália", afirmou o empresário do atacante. "A chance de Neymar sair do Santos em janeiro é zero", garantiu Ribeiro. Ele lembrou que o jogador aceitou a proposta de carreira que o clube montou para ele e tem contrato até dezembro de 2014. "E o Santos está cumprindo rigorosamente a sua parte".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.