José Patrício/AE
José Patrício/AE

Santos: Neymar já convive com violência de adversários

Atacante levou cotovelada na partida contra o Rio Branco-AC e teve que colocar novo aparelho ortodôntico

Sanches Filho, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 17h43

Principal promessa do Santos, o atacante Neymar começa a conviver com outro lado do futebol após suas primeiras partidas como profissional. Nesta quinta-feira, o atacante teve que ir ao dentista para colocar um novo aparelho ortodôntico.

Veja também:

linkNeymar já pensa no Corinthians x Santos de domingo

linkNeymar pode não ser titular do Santos contra o Corinthians

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O que Neymar usava foi rompido ao meio com uma cotovelada de Caimmy, ainda no primeiro tempo da vitória por 4 a 0 sobre o Rio Branco, na quarta-feira. "Foi preciso dar um anestesia para ele continuar no jogo", contou o seu pai, também Neymar.

"Hoje (quinta) ele acordou com a boca inchada. Mas, fazer o quê. Faz parte do futebol", conforma-se o pai do garoto de 30 milhões de euros (aproximadamente R$ 90 milhões), admirado pelos companheiros e que começa a ser idolatrado pelo torcedor santista.

Às 16 horas, Neymar já estava no CT Rei Pelé para participar do trabalho regenerativo com os companheiros que como ele atuaram durante os 90 minutos na goleada por 4 a 0 contra o Rio Branco.

É o outro lado do sucesso do menino de 17 anos, com menos de três jogos completos - foram 245 minutos em campo -, faz o santista voltar a sonhar com grandes títulos e os dirigentes com uma milionária transferência para um dos gigantes do futebol europeu.

Mais conteúdo sobre:
futebolSantos FCNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.