Vidal Cavalcanti/Estadão
Vidal Cavalcanti/Estadão

Santos oferece a Vila Belmiro para velar Chorão, mas assessoria do cantor recusa

Clube divulgou nota prestando sua última homenagem ao cantor da banda Charlie Brown Jr.

O Estado de S. Paulo

06 de março de 2013 | 11h39

SÃO PAULO - Horas após a morte de Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., ser noticiada, o Santos divulgou uma nota lamentando o falecimento de um de seus maiores torcedores e se colocou à disposição para receber o velório do cantor na Vila Belmiro.

"O Clube e a nação santista manifestam toda a solidariedade aos familiares e amigos deste grande santista, que nunca será esquecido pelos que conviveram ou apreciaram sua obra", divulgou o time da Vila em sua página na internet. Depois, o clube fez uma homenagem ao cantor, colocando um vídeo em seu site oficial.

Nascido em São Paulo, Chorão foi morar em Santos quando ainda era adolescente. Foi na Baixada Santista que formou sua banda e que se destacou, entre outras coisas, por sua paixão pelo futebol e pelo skate.

Santista fanático, ele tocou de graça na festa que o Alvinegro fez para recepcionar Robinho, em 2010. No ano passado, quando o Santos completou 100 anos, o Charlie Brown Jr. foi a atração principal nos shows do Navio do Centenário.

Skatista, Chorão sempre divulgou e ajudou a promover eventos do esporte no País, além de manter uma pista em Santos, a Chorão Skate Park. Seu apelido, inclusive, vem da época em que não sabia andar de skate. Seus amigos olhavam e diziam para ele "não chorar" por isso.

Apesar de o Santos ter oferecido o salão social do clube para prestar a última homenagem a Chorão, a assessoria do cantor agradeceu e informou que o local do velório será a Arena Santos, ginásio municipal, onde a entrada para os fãs será liberada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.