Mauro Horita
Mauro Horita

Santos passeia contra o Coritiba na Vila Belmiro e triunfa por 3 a 0

Geuvânio faz, dá passe para Ricardo Oliveira e time sobe na tabela

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

08 de agosto de 2015 | 22h59

O Santos deu mais uma demonstração de que é outro time nas mãos do técnico Dorival Júnior. Sem sustos, o time alvinegro derrotou o Coritiba por 3 a 0, na Vila Belmiro e em seis jogos sob o comando do treinador, soma quatro vitórias, um empate e uma derrota. Com esse retrospecto, o fantasma da zona de rebaixamento parece algo bem mais distante.

Embora tivessem começado a rodada com apenas cinco pontos de diferença, a discrepância entre as equipes em campo foi muito maior. O Santos tomou conta do jogo, mesmo sem precisar fazer uma atuação de gala.

Nos minutos iniciais, o Coritiba até parecia que iria oferecer alguma resistência, com um bom sistema defensivo organizado por Ney Franco. Mas a técnica se sobressaiu.

Aos 19, Geuvânio, após receber diversas faltas, se livrou da marcação pela direita, cortou para o meio e encheu o pé sem chances para o goleiro Wilson. O placar poderia ter sido aberto um minuto antes, após bela troca de passes entre Lucas Lima e Ricardo Oliveira e Gabriel acertou a trave.

A movimentação no placar fez com que o Coritiba se fechasse ainda mais e o Santos fosse para cima. Assim, o segundo gol saiu aos 43. Gabriel tocou para Lucas Lima, que pela direita, cruzou rasteiro e antes que Geuvânio desviasse para o gol, Ivan tentou cortar e mandou contra o próprio gol. 

Na etapa final, o Coritiba tentou sair para o ataque, mas faltava qualidade. O Santos, então, resolveu liquidar o jogo. Aos 14, Geuvânio tocou e Ricardo Oliveira desviou para marcar seu 10º gol no Brasileiro e garantir a tranquila e merecida vitória da equipe alvinegra.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 X 0 CORITIBA

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia (Elano), Renato (Paulo Ricardo) e Lucas Lima; Gabriel, Geuvânio (Neto Berola) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Junior.

CORITIBA: Wilson, Ivan (Juan), Leandro Silva, Rafael Marques e Juninho; João Paulo, Alan Santos (Thiago Galhardo) e Ruy; Evandro, Rafhael Lucas e Henrique Almeida (Fabrício Baiano). Técnico: Ney Franco.

GOLS: Geuvânio, aos 19 e Ivan (contra) aos 43 do 1ºTempo; e Ricardo Oliveira, aos 15 do 2ºT.

CARTÕES AMARELOS: João Paulo, Ivan, Lucas Lima, Ruy, Juninho.

RENDA: R$ 306.585,00.

PÚBLICO: 12.657 pagantes.

JUIZ: Igor Junio Benevenuto (MG).

LOCAL: Vila Belmiro

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos FCCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.