Santos pega o Coritiba e Neymar já projeta time no G4

Se depender da vontade de Neymar, o Santos ganha do Coritiba, neste domingo, às 16 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, e embala em busca da vaga para a Copa Libertadores de 2013. Mesmo com três quilos abaixo do peso, desgastado pela maratona de jogos pelo clube e pela seleção brasileira e em fase final da recuperação de uma forte gripe, o atacante voltou a fazer a diferença na vitória sobre o Flamengo por 2 a 0, na última quarta-feira, interrompendo a sequência de três derrotas e um empate, e se recusa a jogar toalha.

SANCHES FILHO, Agência Estado

16 de setembro de 2012 | 08h17

"Ainda dá para se chegar entre os quatro primeiros. Além de o Santos ter time para ser campeão de todas as competições que disputar, ainda faltam muitos jogos para o fim do Campeonato Brasileiro", argumentou Neymar.

Embora tenha jogado em apenas oito rodadas do Campeonato Brasileiro, o craque é o artilheiro do time com seis gols, seguido de perto por André, que marcou cinco vezes em oito partidas.

Ao contrário de Neymar, Muricy Ramalho acha difícil a classificação para a competição continental, mesmo que o seu time vença a maioria dos 14 jogos que restam. Realista, o treinador admite que, ao contrário do Santos, os integrantes do G4 têm elencos fortes e alto índice de aproveitamento. "O que a gente fala internamente é que temos que pensar jogo por jogo e procurar vencer sempre para terminar bem o campeonato. Estamos defasados com relação aos pontos e na luta por outra prioridade", reconheceu o treinador, que já projeta um time poderoso para 2013, provavelmente com as voltas de Robinho e Diego e outros reforços de ponta.

O que Muricy Ramalho não nega é que, a partir das seguidas contusões de Paulo Henrique Ganso e do desmanche que a diretoria fez no time semifinalista da Libertadores, o Santos se tornou mais dependente ainda de Neymar. "Ele é diferente, tanto que ajuda demais até quando está um pouco desgastado e abaixo do peso. Além de ter o seu lado individual, que é muito forte, os companheiros acreditam muito nele e jogam melhor quando ele está campo", analisou o treinador.

Com 30 pontos, o Santos está 12 atrás do quarto colocado, o Vasco, e sete acima do Sport, o primeiro da zona de rebaixamento. O Coritiba, que derrotou Flamengo e Atlético Goianiense nas duas rodadas últimas rodadas, tem 28 e luta para se afastar do bloco dos ameaçados de cair para a Série B em 2013.

Sem Durval e Felipe Anderson (suspensos pelo terceiro cartão amarelo) e Léo (poupado), Muricy deve escalar o time com David Braz na zaga, Juan na lateral esquerda e Gerson Magrão no meio. Com as alterações, o time vai ficar com três volantes de marcação, o que permitirá que Muricy Ramalho libere Arouca para ajudar o argentino Pato Rodríguez, o único meia, na armação, e os laterais Bruno Peres e Juan para apoiarem o ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.