Célio Messias/AE
Célio Messias/AE

Santos perde e Goiás assume a vice-liderança do Brasileirão

Resultado acaba com série invicta de cinco partidas do time paulista; Emerson e Fernandão estrearam

André Rigue, estadao.com.br

23 de agosto de 2009 | 20h29

A meta do técnico Vanderlei Luxemburgo de somar 10 pontos em quatro jogos não será mais alcançada. O Santos foi derrotado pelo Goiás no Serra Dourada por 2 a 1, pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado acabou com uma série invicta de cinco jogos do time paulista, que permaneceu nos 28 pontos, em 11.º lugar.

 

Veja também:

som Ouça os gols no Território Eldorado - Goiás 1 x 0; Goiás 1 x 1; Goiás 2 x 1

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Com oa vitória, o Goiás chegou aos 38 pontos, passou o São Paulo e assumiu o segundo lugar do Brasileirão.

 

Nesta quarta-feira, o Santos pode se recuperar na tabela, uma vez que terá confronto diante do Internacional, na Vila Belmiro, em jogo adiado do primeiro turno - se vencer, chegará aos 31 pontos e ficará perto do surpreendente Avaí, que venceu o Flamengo neste domingo por 3 a 0 e ocupa a quarta posição, com 34.

 

O jogo em Goiânia, na noite deste domingo, começou com os holofotes voltados para o banco de reservas. As estrelas Fernandão, no Goiás, e Emerson, no Santos, chamaram a atenção do público, apesar de não estarem no melhor do físico - eles só entraram no segundo tempo.

 

Com a bola rolando, o torcedor esmeraldino vibrou pela primeira vez aos 19 minutos da etapa inicial. Iarley fez linda jogada ao dar toque de calcanhar para Vítor. O lateral soltou a bomba da entrada da área e não deu qualquer chance de defesa para Felipe: 1 a 0. 

 Goiás2
Harley; Rafael Tolói    , Ernando e João Paulo    ; Vítor, Ramalho (Everton), Léo Lima (Fernandão), Amaral e Julio César; Felipe e Iarley     (Felipe Menezes)
Técnico: Hélio dos Anjos
 Santos1
Felipe; George Lucas, Fabão, Eli Sabiá e Pará     (Triguinho); Rodrigo Mancha (Emerson), Germano     (Neymar), Rodrigo Souto e Paulo Henrique Lima; Madson e Kléber Pereira
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Gols: Vítor, aos 19, e Kléber Pereira, aos 29 minutos do primeiro tempo; Felipe, aos 6 minutos do segundo tempo

Árbitro: Heber Roberto Lopes (FIFA/PR)

Renda: R$ 200.620,00

Público: 12.328 pagantes

Estádio: Serra Dourada, em Goiânia

 

A reação do Santos chegou aos 29 minutos. Em bom passe de Paulo Henrique Lima, Kléber Pereira entrou na área e bateu cruzado, de perna direita. A bola desviou e passou pelo goleiro Harley.

 

Paulo Henrique Lima comemorou o gol do atacante. "Foi um passe muito bom para o Kléber. Um gol para cada lado no primeiro tempo ficou de bom tamanho, pelo que apresentaram os times."

 

Se o meia estava feliz com o empate, ao Goiás só interessava a vitória. Apoiado pela torcida, o clube voltou disposto a pressionar e chegou ao segundo gol logo aos 6 minutos da etapa final. Léo Lima cobrou escanteio. A zaga santista afastou. No rebote, Felipe pegou com precisão e acertou o canto direito do gol do Santos.

 

Luxemburgo ainda tentou dar um novo ânimo ao Santos. Promoveu a estreia de Emerson, visivelmente fora de forma, e ainda colocou Neymar e Triguinho. Hélios dos Anjos respondeu pelo Goiás com Fernandão. O jogo, no entanto, acabou prejudicado pela forte chuva que castigou Goiânia: 2 a 1 foi o placar final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.