Santos pode trocar Deivid por França

Enquanto a situação do centroavante Deivid continua indefinida, já que seu contrato termina no final de junho e o Bordeaux não pretende renovar seu empréstimo com o Santos, os dirigentes santistas tentam mais um reforço para a posição: França. O jogador está se desligando do Bayer Leverkusen e pretende continuar na Europa, mas se as negociações com o Atlético de Madri e o Celta de Vigo não derem certo, ele pode se transferir para a Vila Belmiro. Os santistas estão preparados para uma provável dança de cadeiras. Vão segurar ao máximo Robinho, a estrela maior do time, mas outros jogadores podem se transferir ao futebol estrangeiro. Bóvio, cujo contrato vence no final do ano, admitiu nesta segunda-feira que recebeu proposta do futebol coreano, mas que o problema está sendo tratado por seu procurador. Léo tem cláusula contratual que permite sua saída sem multa no meio do ano e, valorizado pela convocação para a seleção, pode deixar o clube. A expectativa maior é a chegada de Giovanni, ídolo do torcedor santista na década de 90 e que está deixando o futebol grego para voltar à Vila Belmiro. Seu contrato com o Olyampiakos vence esta semana e ele é esperado no começo do mês. O ex-meia, que agora é atacante, já tem seu contrato apalavrado com os dirigentes santistas e uma das duas vagas que ainda restam na Libertadores deve ficar com ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.