Santos precisa vencer o Ji-Paraná

Santos e Ji-Paraná, da Rondônia, disputam às 21h40 desta quarta-feira, na Vila Belmiro, uma vaga para a próxima fase da Copa do Brasil. Na partida anterior, o Santos não conseguiu vencer a retranca armada pelo técnico Da Costa - esquema que será repetido amanhã - e o resultado foi um empate sem gols. Por conta disso, qualquer empate com gols na Vila dá vaga ao Ji-Paraná. Um novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Os santistas buscam a reabilitação e Celso Roth mais uma vez escondeu o time que entará em campo. "Estamos encarando esse jogo com a máxima seriedade e não menosprezamos, de forma alguma, o adversário", disse Roth.Celso Roth irá escalar mesmo William e Oséas no ataque. Ele relutava em fazer essa opção, alegando que haveria necessidade de treinamentos específicos com esses dois jogadores antes de colocá-los juntos em campo. A necessidade, porém, mudou essa história. No intervalo do clássico contra o Palmeiras o treinador optou pela entrada de William, que marcou o gol e praticamente ganhou um lugar no time principal.A escalação do time passa pela definição do esquema tático. No treino desta terça-feira, Celso Roth optou pelo 4-4-2, tirando Cléber da zaga e mantendo Odvan e Preto. Com essa alteração, ele encontrou a vaga para os meias Robert e Esquerdinha e para William, que atuará ao lado de Oséas.Depois do empate em Rondônia, os jogadores do Santos estão mais cautelosos em relação ao Ji-Paraná, mas a confiança numa vitória é grande. Eles ainda reclamam da arbitragem no clássico de sábado, contra o Palmeiras e Fábio Costa concorda com elas. Só que chama a atenção para os problemas que seu time vem enfrentando, principalmente no ataque. "O time não teve sábado a tranqüilidade suficiente para transformar as oportunidades que surgiram em gols". Ele entende que esse foi o principal motivo da derrota. "Nós pagamos pelos erros que cometemos e estamos pecando em alguns fundamentos".JI-PARANÁ - O técnico Da Costa sabe que os santistas querem definir a partida logo no primeiro tempo, para ter maior tranqüilidade e não provocar os impacientes torcedores. Por isso, vai manter o mesmo time que segurou o empate na partida realizada em Rondônia. Seu objetivo é fazer uma forte marcação e aproveitar os contra-ataques para vencer o jogo e garantir a vaga para a próxima fase. Para chegar a ela, os jogadores não foram poupados durante o carnaval, tendo treinado intensivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.