Santos: problemas para manter elenco

Para disputar o Paulista, a Libertadores da América e o Brasileiro no primeiro semestre, o Santos sabe que terá de fazer contratações, além de tentar manter o máximo possível dos jogadores do atual elenco. Por isso, as negociações para a renovação de contrato de atletas como Léo, Robert, Alberto e Marinho já começaram. Por conta da conquista do título, outros estão pedindo aumento, ao mesmo tempo em que a diretoria não dá sinais de que vá abrir mão da rígida política salarial que o clube impôes este ano. "A perspectiva é de que 2003 será mais difícil que 2002, com a diminuição do valor das cotas pagas pela TV", disse o diretor de futebol, Franciso Lopes.Com o teto salarial mantido em R$ 70 mil, Robert tem poucas chances de acertar com o Santos, já que ganha atualmente R$ 125 mil mensais e é uma exceção no elenco. Léo está na faixa máxima e pleiteia aumento, prevendo-se negociações difíceis. Já em relação ao centroavante Alberto, há uma boa margem para o entendimento, mas ele recebeu propostas do futebol russo e turco e provavelmente deixará a Vila Belmiro.Também a situação do técnico Leão é delicada, pois o salário pedido por ele - em torno de R$ 170 mil - foge das pretensões dos dirigentes, que podem buscar no mercado um técnico mais barato. Em relação os jogadores que têm contrato em vigência, terão dificuldades em conseguir aumento salarial nesta época. Robinho e Diego, as duas maiores revelações deste ano, tiveram reajuste recente e ganham R$ 35 mil cada.Os dois pleteiam chegar ao teto máximo.DIFICULDADES - Com todos esses problemas, os dirigentes estudam a melhor maneira de manter uma equipe competitiva, sabendo que a temporada será puxada. Leão já apontou a necessidade de reforçar algumas posições e quer alguns jogadores experientes para enfrentar a disputa da Libertadores da América. Pela dificuldade dos torneios, sabe que precisará de boas peças de reposição, que mantenham o padrão do time principal e ofereçam alternativas táticas durante as partidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.