Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos procura explicações para ausência de Zeca em dois treinos

Lateral ainda não se apresentou depois da folga de segunda e terça-feira, mas assessor diz que ele está bem e vai se manifestar em breve

Daniel Batista e Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

26 Outubro 2017 | 20h49

Depois de dois de folga juntamente com o elenco do Santos, na segunda e na terça-feira, o lateral Zeca ainda não se reapresentou para retomar os treinamentos no CT Rei Pelé. 

+ Renato admite ambição por título e projeta vitória sobre São Paulo

Por meio de nota oficial, o clube confirmou que o jogador ainda não explicou sua ausência nos treinamentos. “O Departamento de Futebol está apurando as razões da ausência do atleta ocorridas nestes dois últimos dias”, diz nota oficial do clube divulgada na noite desta quinta-feira. O assessor de imprensa do jogador informou que ele está bem e deve se manifestar em breve sobre o que aconteceu.

O jogador de 23 anos foi um dos mais jogadores cobrados por parte da torcida nas últimas rodadas, quando o Santos acumulou três empates seguidos, antes de vencer o Atlético-GO na Vila Belmiro. Além das pichações no estádio com seu nome, o lateral foi xingado por um grupo de torcedores no aeroporto de Congonhas após o empate por 1 a 1 com o Sport, em Pernambuco. A diretoria estudou punir o atleta por causa de uma postagem nas redes sociais que foi considerada ofensiva à torcida.

Zeca foi titular na vitória sobre o Atlético-GO, na Vila Belmiro, por 1 a 0, atuando como lateral-direito. Com a recuperação de Victor Ferraz, que estava com lombalgia, Zeca deveria ser deslocado para o lado esquerdo. O Santos treina normalmente desde quarta-feira para o clássico diante do São Paulo, sábado, no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.