Santos promete não amaciar para o Grêmio

O Grêmio não deve esperar uma ajuda do Santos para fugir da ameaça de rebaixamento. O técnico Leão já avisou: "vamos fazer a mesma coisa de sempre. Nós também precisamos do resultado porque estamos voltando de uma derrota, não gosto de sentir o amargo da derrota e vamos mais uma vez correr atras da vitória". Para ele, "o problema do Grêmio pertence ao Grêmio". Por conta disso, não vai poupar nenhum jogador. "Vou para o jogo com o que eu tenho e o que tenho é muito bom".Para essa partida de domingo, na Vila Belmiro, ele não poderá contar com Elano e Fabiano, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Nesta quarta-feira, durante o coletivo Leão escalou Douglas na meia e o centroavante William, devendo manter a mesma formação no treino desta quinta-feira para definir se esses dois jogadores irão cobrir os desfalques.Nesse esquema, William será mais ofensivo, sem a obrigação de voltar, enquanto Douglas ficará mais atrás, ligando o meio-de-campo ao ataque.Mas Leão pode experimentar outra alternativa no treino desta quinta. "Não se esqueçam que perdi os dois homens que colaboram ofensivamente e estou vendo ainda".GRUPO - Para Leão, a única idéia que existe é a de manutenção do atual elenco. "O presidente já demonstrou isso claramente. O que ele prometeu no ano passado - que não venderia ninguém do grupo campeão - ele cumpriu". O treinador ressalvou que os atletas que deixaram o clube, Maurinho, Alberto, Ricardo Oliveira e Nenê, o fizeram por propostas irrecusáveis, "mas ele não vendeu o Robinho, o Diego, o Alex, o Elano, o Renato".Marcelo Teixeira prometeu a Leão fazer de tudo para ficar com o mesmo grupo para a próxima temporada, além de melhorá-lo, "porque ele quer vencer ao menos vencer a Libertadores. E eu também". Mas o treinador é realista: "não dá para competir no lado comercial do futebol: se você tem um custo máximo de R$ 100 mil, e vem um time da Europa e oferece R$ 300 mil, não deve, por uma questão de emoção, inventar um dinheiro que não tem".Tirando as propostas tentadoras de clubes do exterior, Leão acredita que os jogadores do Santos não sairão do clube. "Só com uma proposta muito boa de clube estrangeiro alguém sai do Santos. Fora isso, eles não saem e não querem sair; e tem muita gente querendo entrar".Leão citou jogadores que são donos de seus direitos federativos como Léo, Renato, Fábio Costa, Fabiano e outros. "Eles gostaram do ambiente e recebem em dia, e isso é o importante".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.