Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Santos promete quitar salários atrasados na sexta-feira

Clube vive crise financeiro desde o início do ano

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2015 | 08h37

Assim como ocorreu no início de 2015, o Santos volta a atrasar os vencimentos de jogadores e funcionários. Já são dois meses de atraso de salários e direitos de imagem. A partir desta quarta-feira restarão 25 dias para que se complete o terceiro mês, quando os atletas podem rescindir os contratos unilateralmente com amparo do Ministério do Trabalho. O Santos já foi notificado pelo Sindicato de Atletas de São Paulo e prometeu quitar os vencimentos até a próxima sexta-feira.

No início do ano, Mena, Arouca, Aranha e Leandro Damião entraram na Justiça e conseguiram se desvincular do Santos por causa de um atraso de quatro meses. O clube quitou os salários a partir de empréstimos do ex-presidente Marcelo Teixeira, que apoia o atual presidente Modesto Roma Junior, do banco BMG e da antecipação de cotas de TV do Campeonato Paulista.

Desta vez, o Santos aguarda os recursos da venda do lateral-direito Cicinho ao Ludogorets, da Bulgária, para quitar ao menos os salários de junho. O clube europeu confirmou a realização do depósito, mas o Santos espera a confirmação para quitar suas dívidas com os jogadores.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCsalários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.