Santos quer aproveitar chance ante reservas corintianos

O Santos muda o time e até a maneira de jogar para tentar a primeira vitória contra o Corinthians em 2009, neste domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Neste ano foram três confrontos entre os dois clubes, com duas vitórias da equipe de Mano Menezes e um empate.

SANCHES FILHO, Agencia Estado

31 de maio de 2009 | 09h03

O colombiano Molina, em grande fase, é o novo titular, enquanto Neymar vai para o banco. Kléber Pereira será o único atacante, mas o esquema 4-5-1 do técnico Vágner Mancini é ofensivo porque os três meias - Madson, Paulo Henrique Lima e Molina - movimentam-se muito, chegam à frente e sabem finalizar.

O clássico não define nada e vale mais pela tradição e pela oportunidade que o Santos terá para somar mais três pontos e se fixar na parte de cima da classificação. Até aqui o seu saldo no Campeonato Brasileiro é positivo: um bom empate com o Grêmio, no estádio Olímpico, o cochilo no empate por 3 a 3 (depois de abrir duas vezes vantagem de dois gols) contra o Goiás, na Vila Belmiro, e a goleada por 4 a 1 em cima do Fluminense, no Maracanã.

A ausência confirmada de Ronaldo (cumpre suspensão) e a informação de que Mano Menezes vai escalar um time só de reservas tira parte do encanto da partida porque derrotar o Corinthians nessas circunstâncias não tem a mesma importância da vitória e do empate do adversário nas finais do Campeonato Paulista.

Depois de ser considerado ex-jogador do Santos e ter o nome envolvido em trocas com o São Paulo e o Grêmio, Fabiano Eller foi reintegrado, com a promessa de não ter o salário reduzido, e volta ao time.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.