Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Santos quer usar retrospecto favorável contra Red Bull para acabar com má fase

Equipe de Campinas teve a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista

Redação, Estadão Conteúdo

22 de março de 2019 | 10h30

O Santos inicia neste sábado o mata-mata do Campeonato Paulista em um momento de má fase técnica com duas derrotas consecutivas, sendo uma por goleada, e nenhum gol marcado nas últimas três partidas. Mas quer usar o retrospectivo favorável que tem sobre o Red Bull Brasil, o rival nas quartas de final - o primeiro jogo será no estádio do Pacaembu, em São Paulo -, para se recuperar.

No confronto direto entre as equipes, que é recente por conta do pouco tempo de vida do clube de Campinas (SP) - fundado em 2007 -, o Santos venceu duas vezes e perdeu uma. Cada time marcou cinco gols nos três jogos que duelaram.

Os três confrontos foram válidos pelo Paulistão. No primeiro, em 8 de fevereiro de 2015, o Santos venceu por 2 a 1, no estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto (SP). O Red Bull Brasil deu o troco no ano seguinte, em 28 de fevereiro, quando ganhou por 2 a 0, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP).

Por fim, em 12 de fevereiro de 2017, os times se encontraram no estádio do Pacaembu e, após um jogo cheio de alternativas, o Santos venceu por 3 a 2. Não houve confronto em 2018 pelo fato de as equipes terem integrado o mesmo grupo no Paulistão.

Nenhum artilheiro do Santos se destaca neste confronto. Cinco jogadores marcaram um gol cada um. São eles: Ricardo Oliveira, Vitor Bueno, Rodrigão e Kayke - há ainda um gol contra, assinalado pelo zagueiro Fabiano Eller.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.