Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Santos recebe o lanterna com a missão de encostar no G-4

Se ganhar do Náutico esta noite o time subirá para o quinto lugar, a apenas quatro pontos do quarto colocado

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

25 de setembro de 2013 | 07h30

SANTOS - O Santos enfrenta o quase rebaixado Náutico em jogo atrasado da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira na Vila Belmiro, e se confirmar o favoritismo ficará a quatro pontos do G-4, aumentando as possibilidades de se classificar para disputar a Libertadores de 2014. Cícero, artilheiro santista na competição com seis gols em 21 jogos, e Alison estão de volta após cumprir suspensão pelo terceiro amarelo. Arouca e Thiago Ribeiro, suspensos, são os desfalques.

Claudinei Oliveira dirigiu treino secreto ontem à tarde no CT Rei Pelé, e na coletiva não informou a escalação do time. O treinador disse que tanto poderá usar Cícero como segundo volante, mais preso à defesa, como também colocá-lo mais adiantado, com a permanência de Renê Júnior no meio-campo ao lado de Alison e Montillo. A outra opção é formar o setor com Alison, Cícero, Leandrinho e Montillo.

No ataque, Claudinei sinalizou com permanência de Willian José, que fez gol nos dois últimos jogos, para atuar como referência. Falta o treinador escolher, entre Giva, Gabriel e Éverton Costa o segundo atacante. Giva, que entrou no segundo tempo contra o Criciúma e perdeu duas chances de gol, é o mais cotado por atuar pela esquerda, não tirando o espaço de Cicinho, que apoia constantemente pela direita.

Claudinei alertou os jogadores para o perigo que representa um adversário como o Náutico, apesar de não ganhar há 13 jogos no Brasileiro e somar apenas 10 pontos.

“É preciso ter cuidado, porque o Náutico empatou com Flamengo e Corinthians e teve outros resultados expressivos. Os números deles não são bons, mas terá a estreia do Martelotte, cujo trabalho acompanhei bastante aqui. Ele é grande técnico e fez bons trabalhos no Recife. Além disso, os jogadores do Náutico não vão ter medo de arriscar, e quando tiverem de tentar chutar da intermediaria, vão chutar.”

CHANCES PERDIDAS

O treinador exige seriedade para que não se repita hoje a frustração da oitava rodada. Naquela ocasião o Santos recebeu o Coritiba na Vila Belmiro e se ganhasse chegaria a quatro vitórias seguidas e entraria no G-4, mas depois de abrir dois gols de vantagem permitiu o empate por 2 a 2 do time paranaense nos minutos finais, com dois gols marcados por Alex.

O Santos voltou a ter oportunidade de se aproximar do G-4 na 20ª rodada, e outra vez decepcionou: perdeu por 2 a 1 do Flamengo no Maracanã.

A nova chance também pode ser a última, porque a partir da próxima rodada os adversários já serão mais qualificados tecnicamente como Atlético-MG (domingo, em Belo Horizonte), São Paulo (quarta-feira na Vila), Portuguesa (no Canindé) e Coritiba em Curitiba.

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique, Mena; Alison, Cícero, Leandrinho, Montillo; Willian José e Giva.

Técnico: Claudinei Oliveira

NÁUTICO - Gideão; Derley, João Filipe, Leandro Amaro; Luiz Eduardo, Elicarlos, Martinez, Tiago Real, Morales; Rogério e Hugo.

Técnico: M. Martelotte

Juiz: Francisco C. do Nascimento (AL)

Local: Vila Belmiro

Horário: 21h

Transmissão: Pay-per-view

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.