Santos reclama da divisão de ingressos para final da Copinha e critica FPF

Clube acusa entidade de proteger o Corinthians, adversário da decisão de sábado no Pacaembu

O Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2014 | 20h22

SÃO PAULO - A divisão de carga de ingressos para a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior deixou a diretoria do Santos irritada com a Federação Paulista de Futebol (FPF). O adversário do Corinthians na decisão de amanhã publicou nota oficial em que reclama de desrespeito pela falta de bilhetes colocados à venda para a torcida do time.

O Santos pleiteava pelo menos metade da carga de ingressos para o jogo, que será no Pacaembu. Como não foi atendido, acusou a entidade de dar tratamento desigual aos times, além de cometer “desprestígio com a grande legião de fãs do Santos”, afirma o documento, assinado pelo presidente, Odílio Rodrigues.

Na quarta-feira o clube já havia reclamado por considerar insuficiente ter direito apenas a bilhetes para o tobogã. A FPF, então, liberou outro setor, com entrada pelo portão 21, que dá acesso à arquibancada do canto, em frente ao local destinado aos torcedores da equipe visitante.

A FPF desistiu de dividir a carga de ingressos entre os dois times por motivos de segurança. Segundo o Santos, o clube terá direito a 13,5 mil entradas, contra 15,7 mil do adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.