Santos recusa proposta para renovação de patrocínio

O Santos recusou a proposta apresentada pela Semp Toshiba para renovação do contrato de patrocínio de camisa. A empresa ofereceu acordo de três anos no valor total de R$ 24 milhões, sendo R$ 7 milhões em 2010, R$ 8 milhões em 2011 e R$ 9 milhões em 2012.

Alex Sabino, Agencia Estado

11 de janeiro de 2010 | 08h33

Veja também:

linkSantos faz marketing com Giovanni para vender camisas

 

A diretoria recusou por acreditar que vai conseguir fechar com outra empresa nas próximas semanas. O objetivo é conseguir cerca de R$ 12 milhões anuais, pelo menos. Isso sem contar 2012, ano do centenário, quando a expectativa é de lucrar ainda mais.

Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro disse a assessores ter ficado surpreso com os valores pagos pela Semp Toshiba em 2009, último ano do contrato para estampar a marca da companhia nos uniformes. O Santos recebeu R$ 4,8 milhões, bem menos do que os R$ 8 milhões alardeados na época da assinatura do acordo. O executivo que intermediou a negociação recebeu R$ 1,2 milhão de comissão.

Tudo o que sabemos sobre:
negócios do futebolfutebolSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.