Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos
Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos

Santos renova com Cristiane e artilheira Ketlen para findar hegemonia corintiana

Meta da diretoria é reerguer as Sereias Santistas, resgatando o time que brilhou com conquistas estaduais, nacionais e da Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2021 | 19h45

O Santos já dominou o futebol feminino nacional com grandes apresentações, goleadas e títulos. Mas, nos últimos anos, perdeu espaço com o crescimento do Corinthians. Para retomar a hegemonia nacional, a equipe anunciou nesta sexta-feira a renovação de contrato com a experiente Cristiane, e também da artilheira Ketlen, que disputará a 13ª temporada pelo clube.

A meta da diretoria é reerguer as Sereias Santistas, resgatando o time que brilhou com conquistas estaduais, nacionais e da Libertadores. Com Cristiane confirmada para mais um ano, a esperança é que o time consiga se destacar no Brasileirão para voltar à Libertadores.

"A 3ª maior artilheira da história santista segue na temporada 2022. Para cima delas, Mamãe Cris!", informou o Santos, também garantindo mais um ano de Ketlen na Baixada. "Ketlen, a maior artilheira da história santista irá disputar sua 13ª temporada vestindo o Manto Sagrado."

Craque do País e com enormes serviços prestados à seleção brasileira, Cristiane fez um discurso otimista após ter mais um ano de contrato com o Santos, eliminado pelo São Paulo nas semifinais do Paulistão, garantido.

"É uma gratidão muito grande poder renovar com esse clube gigantesco. Falei para o presidente que vamos reconstruir a equipe, focar em voltar a disputar a Libertadores, fazendo principalmente uma boa campanha no Campeonato Brasileiro", prometeu Cristiane. Desde o estadual de 2018 que o Santos não ergue taças.

Para desencantar, o time terá de desbancar o tricampeão Corinthians. No ano passado, as santistas foram as únicas a vencerem as comandados de Arthur Elias no Brasileirão. Na Vila Belmiro, com gols de Ketlen e Brena, ganharam por 2 a 1 e quebraram série invicta das rivais de 21 jogos na competição. A esperança é que voltem a surpreender.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.