Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos renova com Daniel Guedes, Lucas Veríssimo e Jean Mota, que ficam até 2022

Ideia da cúpula santista é garantir os valores no elenco, especialmente os mais jovens

Estadao Conteudo

18 de julho de 2017 | 16h50

A diretoria do Santos anunciou, nesta terça-feira, um pacote de renovações dos contratos de jogadores importantes do elenco, titulares na equipe comandada pelo técnico Levir Culpi. O lateral-direito Daniel Guedes, o zagueiro Lucas Veríssimo e o meia Jean Mota tiveram os vínculos firmados por cinco anos, até o dia 30 de junho de 2022.

A ideia da cúpula santista é garantir os valores no elenco, especialmente os mais jovens, apesar das ofertas de clubes do exterior nesta janela de transferências internacionais - que fechará somente no dia 31 de agosto.

Daniel Guedes, de 23 anos, que tem recebido novas oportunidades na equipe titular sob a orientação de Levir Culpi - autor do gol da vitória sobre o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte, na quarta-feira passada -, comemorou a extensão do contrato com o clube santista e prometeu dedicação.

"Primeiramente, eu agradeço a Deus pelo privilégio de assinar mais um vínculo, com um clube tão grande e muito especial para mim. Acredito que todo atleta, em si, precisa se cobrar. Precisa se dedicar, se empenhar e dar o seu melhor dentro de campo e nos treinamentos. Foi isso que eu fiz. Essa renovação é algo que vai ajudar muito na minha carreira. Assim como eles (torcedores) costumam falar que é um orgulho que nem todos podem ter, é um orgulho que estou tendo. Espero fazer história, conquistar títulos e ser um vencedor", projetou Daniel Guedes.

Lucas Veríssimo, de 22 anos, que mesmo com a renovação ainda pode deixar o clube - o novo vínculo não alterou a multa rescisória do atleta -, também procurou valorizar a trajetória no time (o atleta ganhou espaço entre os titulares nesta temporada com as contusões de Gustavo Henrique e Luiz Felipe. O atleta projetou conquistar títulos pelo Santos.

"É muito gratificante você ter o seu trabalho reconhecido. Posso dizer que, para mim, está sendo um privilégio. Jogar no Santos, hoje, como titular, com esta renovação, era um sonho. Era tudo que eu buscava. E eu consegui. Estar jogando no Peixe é um sonho da maioria dos jogadores. Quero agradecer todo apoio da nação santista, e espero conquistar títulos nesta temporada", frisou o defensor.

Jean Mota, de 23 anos, um meio-campista que tem se destacado pela versatilidade - atualmente joga na lateral esquerda no lugar de Zeca (lesionado) -, também ressaltou o orgulho por ter assegurado a continuidade da sua passagem pelo time alvinegro santista.

"É motivo de muita alegria. Quando eu cheguei aqui, sinceramente, era um sonho vestir esta camisa muito importante, este manto sagrado. Estou muito feliz por poder prorrogar o meu contrato, pois isso mostra que o meu trabalho agrada a diretoria e a todos. Espero fazer história. Nós estamos renovando esse contrato sabendo da pressão, mas porque estamos agradando. Estou muito feliz e quero sempre honrar esta camisa", festejou o jogador.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCfutebolSantos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.