Santos renova contrato de Fábio Costa por quatro anos

Goleiro terá 35 anos quando terminar seu vínculo com o time; em 2012, clube completará seu centenário

Sanches Filho, Agencia Estado

05 de dezembro de 2008 | 14h22

Fábio Costa ganhou a queda-de-braço com a diretoria e conseguiu a renovação de contrato por quatro anos para ser o goleiro do time no centenário do clube, em 2012. As negociações se arrastavam há meses e o presidente Marcelo Teixeira queria que o novo vínculo tivesse a duração de três anos. Os valores do novo contrato não foram divulgados, mas consta que o capitão terá o maior salário do elenco, aproximadamente R$ 300 mil mensais, com o pagamento de um valor antecipado como luvas.Veja também:CAS julga recurso do volante Rodrigo Souto em 13 de janeiro Santos: STJD reduz pena e Kléber Pereira enfrenta Náutico Roberto Brum agradece apoio da torcida do Santos Simule os resultados da rodada final da Série A Brasileirão Série A - Classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão "Agradeço ao presidente (Teixeira) por confiar em mim. Amo o Santos e vou continuar honrando a sua camisa", afirmou Fábio Costa. "Fui acolhido pela torcida e pela cidade e já decidi que vou encerrar minha carreira aqui. Não sei se ainda vou jogar mais quatro ou cinco anos", acrescentou.Único remanescente da geração de 2002, o goleiro retornou ao clube depois de ser campeão brasileiro com o Corinthians em 2005 (transferiu-se para o Parque São Jorge em 2004) e participou das campanhas da conquista dos Campeonatos Paulistas de 2006 e 2007. Sua idéia é ser dirigente depois de parar com a bola.Com 31 anos de idade (completados no dia 27 de novembro), Fábio Costa soma 312 jogos pelo clube e sonha superar Manga, o recordista com 404 partidas. "Manga foi um goleiro histórico do Santos. Tivemos contato quando ele estava hospitalizado e leiloamos uma camisa para ajudar. Depois, no mesmo ano, quando me contundi, Manga foi me visitar em casa", contou. "Se eu conseguir superar a sua marca, será motivo de satisfação e orgulho".Com a renovação do contrato de Fábio Costa, o presidente santista deu uma demonstração de que, apesar das dificuldades financeiras que o clube enfrenta, vai investir alto na formação de um time competitivo para tentar ganhar o terceiro Paulistão do novo século e a Copa do Brasil pela primeira vez.A reação do time é fundamental para que ele consiga mais uma reeleição no fim do próximo ano. Há comentários dando conta que Madson (22 anos) já está contratado para ser o atacante de velocidade que faltou no Campeonato Brasileiro. O contrato do jogador com o Vasco termina no dia 30 e ele estaria há três meses sem receber."O Santos é um dos clubes que se interessaram por Madson e seria interessante ele jogar num clube paulista. Mas o momento é delicado e seria até falta de ética tratar desse assunto agora", disse o agente Léo Rabelo, que cuida dos interesses do atacante. Ele não gostou que os dirigentes santistas vazaram para a imprensa que Madson está perto de se tornar santista. Também estão adiantadas as negociações para o acerto com o meia Lúcio Flávio, do Botafogo.TÉCNICOMárcio Fernandes repetiu nesta sexta-feira que tem a garantia do presidente de que será o treinador do Santos no Campeonato Paulista, mas até o dirigente evitou falar do assunto publicamente. Consta que na próxima quarta Teixeira vai acabar com a novela, confirmando a permanência de Márcio ou anunciando o nome do novo técnico.Márcio tem duas dúvidas para escalar o time que vai enfrentar o Náutico, neste domingo, na Vila Belmiro: Pará ou Wendel na lateral direita e se mantém Lima no ataque para formar dupla com Kléber Pereira, com a saída de Molina, e Robinho na sua posição como armador. Wendel não treinou porque se recupera de uma pancada na perna direita.(Atualizado às 21h30 para acréscimo de informações)

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCFábio Costacontrato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.