Santos se concentra agora na disputa da Libertadores

Depois de vencer a Ponte Preta por 1 a 0, sábado, na Vila Belmiro, e garantir a classificação para as semifinais do Paulistão, o Santos já se concentra agora na Libertadores. Na quarta-feira, abre a disputa das oitavas de final da competição continental contra o América do México. E o técnico Muricy Ramalho sabe que o tempo de preparação para mais uma decisão é curto.

AE, Agência Estado

24 de abril de 2011 | 11h11

"É muito cansativo. Mas quem quer ganhar a Libertadores tem que passar por cima disso", afirmou Muricy, que chegou recentemente ao Santos e já vê mudanças na postura do time em campo. "Não estamos tomando contra-ataque, isso está chamando atenção. Antes era um time que só atacava e não marcava. Hoje é um time que ataca e marca também, tendo um equilíbrio melhor."

"Temos um mês para definir nossa vida nas duas competições. Mas não tem essa de priorizar um campeonato, temos que encarar os dois da mesma forma", avisou o zagueiro e capitão Edu Dracena, que não teme o cansaço para quarta-feira. "Estamos nos recuperando bem após os jogos. É um momento decisivo, mas todo sacrifício e empenho são válidos, não podemos reclamar."

Sobre a evolução da defesa santista, depois da chegada de Muricy, Edu Dracena distribuiu elogios ao grupo. "Foi tudo com conversa e posicionamento. A colocação dos jogadores na frente da defesa melhorou bastante. Hoje todos os jogadores sabem o que fazer dentro de campo. Temos muito que melhorar, mas já tivemos um crescimento muito grande", avaliou o zagueiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.