Santos se despede de mais uma herança de Emerson Leão

Clube da Vila acerta a saída do supervisor de futebol Ilton José da Costa, que vinha sendo muito criticado

Sanches Filho - Especial para O Estado de S.Paulo,

18 de setembro de 2008 | 20h30

O Santos acertou nesta quinta-feira a saída do supervisor de futebol Ilton José da Costa, uma das últimas heranças da passagem do técnico Emerson Leão pelo clube. Ele vinha sendo apontado pela diretoria santista como responsável por negociações equivocadas e contratos mal feitos.Veja também:Santos joga em função dos gols de Kléber PereiraSantos comemora boa fase, mas vai com cautela contra o Goiás Roberto Brum prevê jogo difícil para o Santos em Goiânia Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoSegundo os dirigentes do Santos, a rescisão de contrato foi acertada num acordo amigável. Ilton chegou à Vila Belmiro junto com Emerson Leão, logo depois da saída de Vanderlei Luxemburgo, em dezembro do ano passado. Seu substituto deve ser o atual diretor de futebol do clube, Luiz Antônio Ruas Capella, que passaria a ser remunerado e a se dedicar em tempo integral ao futebol santista.A pressão pela saída de Ilton aumentou poucos dias antes da queda do técnico Cuca, quando pessoas ligadas ao presidente do Santos, Marcelo Teixeira, se encarregaram de divulgar supostos prejuízos causados pelo então supervisor.Um desses prejuízos aos cofres santistas teria sido o contrato do zagueiro Fabão, contratado junto ao Kashiwa Antlers, do Japão. Segundo comentários no clube, Ilton teria concordado em devolver em seis parcelas mensais de R$ 150 mil as luvas que o clube japonês havia antecipado ao zagueiro, além de assinar contrato com remuneração mensal de R$ 300 mil, entre salário, aluguel dos direitos federativos e luvas parceladas.Os últimos contratos acertados por Ilton fizeram com que a diretoria do Santos tomasse medidas drásticas, ordenando que o gerente jurídico Mário Mello renegociasse com o paraguaio Nelson Cuevas, com o volante Roberto Brum e com o próprio Fabão para reduzir 50% nos vencimentos.CONTRATAÇÃODeve ser apresentado nesta sexta-feira, após o treino no CT Rei Pelé, o último reforço do Santos para o Campeonato Brasileiro. É o atacante Reginaldo, de 25 anos, que veio do Sport.Reginaldo foi colocado por um empresário no Santos, para um período de experiência, e impressionou nos primeiros treinos. Mas, em seguida, ele sentiu um problema no joelho direito em razão da forte carga nos treinos físicos e ficou duas semanas em tratamento.Liberado pelo departamento médico, Reginaldo vem treinando com bola desde a semana passada e teve a contratação pedida pelo técnico Márcio Fernandes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.