Santos se prepara para o clássico

A cidade de Santos está se preparando para a invasão corintiana no próximo domingo. A Polícia Militar e a Gaviões da Fiel já armaram seus esquemas de segurança para o clássico. As duas partes admitem que é um confronto de risco, principalmente pela falta de estrutura da Vila Belmiro. Para esse jogo, a PM contará com cerca de 300 homens, dentro e fora do estádio. Segundo o Major Roberto Alves, em um jogo normal o mínimo é de 90 agentes. "Os procedimentos são normais, já estamos acostumados com isso", afirma. Todos os 2.500 ingressos destinados aos corintianos esgotaram-se nesta quinta-feira. Segundo o vice-presidente da Gaviões da Fiel, Wildner Rocha, o Pulguinha, o problema não é a rivalidade com a torcida santista. "Temos um ótimo diálogo com eles. O problema é que a Vila Belmiro não comporta um jogo desse porte. Não tem estrutura. Não tem água, banheiro nem locais para comprarmos nossa comida. O espaço é pequeno e por isso pode haver um problema com o policiamento?. Segundo Pulguinha, a torcida já esquematizou com a PM a escolta até a Vila. "Teremos escolta do Segundo Batalhão de Choque da Rodovia dos Imigrantes até a entrada de Santos. Depois, a Polícia Rodoviária e a PM de Santos nos acompanham até o estádio. Está tudo certo. Não é um jogo em que podemos ficar sossegados".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.