Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Santos se reapresenta nesta terça e terá cinco treinos antes de jogo com o Inter

Clube começa preparação depois de dois dias de folga e da goleada sofrida para o Palmeiras

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

21 de maio de 2019 | 11h42

Após dois dias de folga para superar a decepção da derrota por 4 a 0 para o Palmeiras, sábado, no Pacaembu, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o elenco do Santos se reapresenta nesta terça-feira no CT Rei Pelé, iniciando a preparação para o compromisso de domingo com o Internacional, domingo, na Vila Belmiro.

Em razão de compromissos pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil, o Santos vem tendo pouco tempo para treinar. Mas sem compromissos neste meio de semana, terá cinco dias, com uma atividade em cada um deles, para o técnico Jorge Sampaoli preparar a sua equipe. As atividades serão às 16 horas nesta terça-feira e no sábado e a partir da 10h na quarta, quinta e sexta-feira.

Sampaoli já sabe que terá dois desfalques no confronto com o Inter, pois o volante Alison e o atacante paraguaio Derlis González receberam o terceiro cartão amarelo contra o Palmeiras e precisarão cumprir suspensão automática no fim de semana. Além disso, a situação de Eduardo Sasha está indefinida, pois ele nem foi relacionado para o clássico do fim de semana por causa de problemas físicos.

Também no sábado, Sampaoli explicou não ter utilizado o lateral-esquerdo Jorge e o atacante Rodrygo contra o Palmeiras por causa do desgaste físico. Mas, com tempo para preparação e recuperação física, eles certamente voltarão ao time diante do Inter, assim como o lateral-direito Victor Ferraz e o meia Jean Mota, que iniciaram o clássico entre os reservas diante do rodízio nas escalações adotado pelo treinador.

O duelo com o Inter, aliás, pode ser de despedida para o Rodrygo, que foi convocado para defender a seleção brasileira olímpica em um torneio na França. Porém, o presidente do Santos, José Carlos Peres, tenta convencer a CBF a liberar o atacante. Caso não tenha êxito, ele não defenderá mais o time, pois está negociado com o Real Madrid, equipe para o qual vai se transferir para a temporada 2019/2020 do futebol europeu.

Após ser batido em um confronto direto pela liderança do Brasileirão contra o Palmeiras, o Santos fará novo duelo de peso no fim de semana, afinal ocupa o quarto lugar do Brasileirão com dez pontos, logo à frente do quinto colocado Inter, com nove.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.