Santos será campeão em 2009, prevê o paraguaio Cuevas

Atacante mostra confiança no grupo santista e acredita que a próxima temporada sem bem mais positiva

Sanches Filho - Especial para O Estado de S.Paulo,

23 de outubro de 2008 | 19h22

O Santos ainda não se livrou do risco de cair para a Série B, mas depois da vitória contra o Botafogo, no Rio - a segunda fora de casa -, o técnico Márcio Fernandes já não se contenta com a vaga para a Copa Sul-Americana e estabeleceu como nova meta a ser atingida terminar o Campeonato Brasileiro entre os 10 primeiros colocados.Veja também:  Brasileirão Série A - Classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoEnquanto isso, certo de que o fantasma do rebaixamento ficou para trás, o paraguaio o paraguaio Nelson Cuevas prefere projetar 2009."Com esse time, o Santos é candidato a títulos no próximo ano. É uma lastima que só agora que o campeonato está acabando conseguimos acertar todas as linhas", disse o atacante. "Se num ano difícil como este já é gostoso jogar no Santos imagine então em 2009, quando estaremos sempre entre os primeiros", acrescentou.Cuevas está confirmado ao lado de Kléber Pereira (retorna após ter cumprido suspensão pelo terceiro amarelo) sábado à noite, contra o Figueirense, na Vila Belmiro. Ele foi substituído no segundo tempo da partida do sábado passado, em razão de dores na virilha, mas os exames a que se submeteu não apontaram nenhuma lesão. "Estou bem. Apenas treinei um pouco mais leve durante a semana para evitar problemas."Escolhido para falar à imprensa depois do treino técnico, ele começou a coletiva falando de Pelé, que fez 68 anos de idade nesta quinta. "Desejo felicidades ao Rei Pelé, que é o torcedor mais importante para o Santos e que sempre aparece para motivar o nosso time." Ao encerrar a entrevista por contra própria, o atacante cantou "Parabéns a você", em espanhol, para Pelé.Apesar de o time ainda precisar de nove pontos para chegar aos 45 e se garantir na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, pelos cálculos dos matemáticos, Cuevas não admite a possibilidade de a equipe ser surpreendida pelo Figueirense, que tem a segunda pior defesa do Brasileiro. Ele não se preocupa nem mesmo com as ausências de Wendel, Domingos e Fabiano Eller. "Considero Adaílton e Fabão dois grandes profissionais, além de contarem com a confiança do grupo. Tenho certeza de que eles vão fazer o máximo para superar a falta dos companheiros."ESCALAÇÃONo treino desta quinta pela manhã, Fernandes decidiu quem será o lateral direito, no lugar de Wendel, desfazendo a única dúvida para escalar o time de sábado. Como antes que o ex-palmeirense se firmasse na posição o técnico santista afirmou que pediu a contratação de Pará pensando em usá-lo na lateral-direita, é provável que ele seja o escolhido.Fora de campo, a preocupação dos dirigentes é acertar a renovação dos contratos de Fábio Costa e Domingos. O goleiro, que completa 31 anos no dia 27 de novembro, pediu para que os entendimentos com os dirigentes fossem suspensos enquanto ele estivesse em recuperação da lesão muscular na coxa esquerda.Agora o problema é que Marcelo Teixeira está na Suíça participando de congressos da Fifa para a organização do Mundial de Clubes e ele só trata com o presidente. Consta que além da atualização salarial ele pede um contrato mais longo, de no mínimo três anos.As negociações com Domingos não evoluíram nos últimos dias. O Santos ofereceu um contrato de três anos ao zagueiro, com salários de R$ 80 mil no primeiro ano, R$ 90 mil no segundo e R$ 100 mil no terceiro. Ele concorda com a duração do vínculo, mas pede R$ 100 mil, 110 mil e 120 mil. Há a informação que um clube de ponta do futebol brasileiro teria feito proposta para tirar Domingos da Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.