Santos só empata com lanterna Náutico na Vila Belmiro

Resultado deixa o time paulista seis pontos atrás do G-4 do Brasileirão

ANDRÉ CARDOSO, Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 23h05

SANTOS - O Santos desperdiçou nesta quarta-feira uma grande chance de se aproximar do G-4, o grupo dos quatro melhores do Brasileirão, que garantem vaga na Libertadores. Em jogo atrasado da 11.ª rodada do campeonato, empatou por 1 a 1 com o lanterna Náutico, na Vila Belmiro, e decepcionou sua torcida.

O empate em casa deixa o Santos com 33 pontos, seis atrás do quarto colocado Grêmio. Já o Náutico, mesmo com a estreia do técnico Marcelo Martelotte, chegou ao 14º jogo seguido sem vitória no Brasileirão - são 10 derrotas e quatro empates. Assim, segue na lanterna, com 11 pontos.

Sem muito tempo para treinar, Marcelo Martelotte não fez grandes mudanças na escalação do Náutico. No Santos, o técnico Claudinei Oliveira pôde contar com a volta do volante Alison e do meia Cícero, mas, em compensação, perdeu outros dois jogadores por suspensão: Arouca e Thiago Ribeiro.

O JOGO

No primeiro tempo, a melhor chance santista foi aos 15 minutos, quando Gideão desviou cruzamento de Cícero e Giva ficou com o rebote, chutando para a boa defesa do goleiro do Náutico. Do outro lado, Aranha praticamente não trabalhou na etapa inicial, diante da ineficiência dos visitantes.

O Santos tinha dificuldade para escapar da marcação e criar boas jogadas de ataque. E a situação ficou ainda pior aos 32 minutos, quando o meia argentino Montillo sentiu dores musculares e pediu substituição - quem entrou foi Leandrinho, que completou 20 anos nesta quarta-feira.

Sem Montillo, o Santos perdeu criatividade e não conseguiu mais ameaçar o gol de Gideão no primeiro tempo. O Náutico aproveitou para se aventurar com frequência no ataque. Assim, o time pernambucano chegou a ameaçar aos 39 minutos, mas o chute de Maikon Leite foi fraco, nas mãos de Aranha.

SEGUNDO TEMPO

Percebendo que seu time tinha perdido força ofensiva e criatividade após a saída de Montillo, Claudinei Oliveira colocou o meia Léo Cittadini no lugar do volante Renê Júnior durante o intervalo. Com isso, o Santos tentou ensaiar uma pressão no começo do segundo tempo, sem ter muito sucesso.

O Náutico esteve mais perto de abrir o placar. Aos quatro minutos, Maikon Leite cruzou e Rogério, quase dentro da pequena área e já sem goleiro na sua frente, chutou por cima do gol, desperdiçando uma chance incrível. Para um time em situação tão dramática, um erro desses ganha um peso maior.

Depois de dar o passe na medida e ver Rogério perder uma chance tão clara, Maikon Leite resolveu tentar ele mesmo. Assustou Aranha aos 10 e chegou a acertar o travessão aos 25. Aí, já aos 37, o atacante marcou o gol do Náutico ao invadir a área em velocidade e tocar na saída do goleiro santista.

Mas não deu nem tempo para o Náutico comemorar. O empate santista saiu três minutos depois. Cícero já tinha levado perigo em cobrança de falta aos 20. E não desperdiçou a segunda chance que teve: aos 40, bateu bem e deixou tudo igual no placar. Assim, o jogo na Vila Belmiro terminou 1 a 1.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 1 X 1 NÁUTICO

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison, Renê Júnior (Léo Cittadini), Cícero e Montillo (Leandrinho); Willian José e Giva (Gabriel). Técnico: Claudinei Oliveira.

NÁUTICO - Gideão; Maranhão, João Filipe, Leandro Amaro e Luiz Eduardo (Dadá); Elicarlos, Martinez, Derley e Tiago Real; Maikon Leite (Oliveira) e Rogério (Hugo). Técnico: Marcelo Martelotte.

GOLS - Maikon Leite, aos 37, e Cícero, aos 40 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (Fifa/AL).

CARTÃO AMARELO - Maikon Leite, Derley, Giva, Leandrinho, Maranhão, Leandro Amaro e Rogério.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos FCNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.