Antonio Carlos Mafalda/Mafalda Press
Antonio Carlos Mafalda/Mafalda Press

Santos supera gramado encharcado e vira sobre o Avaí na Ressacada: 2 a 1

Borges e Felipe Anderson marcaram os gols dos santistas em jogo pelo Campeonato Brasileiro

FELIPE MENDES, Agência Estado

07 de setembro de 2011 | 18h04

SÃO PAULO - O Santos superou a chuva e o gramado encharcado do Estádio da Ressacada nesta quarta-feira para somar mais três pontos no Campeonato Brasileiro e aliviar um pouco sua situação na tabela. Jogando em Florianópolis, o Santos derrotou o Avaí, de virada, por 2 a 1 e se afastou da zona de rebaixamento. O Santos chegou aos 26 pontos e subiu para a provisória 13ª colocação. O Avaí continua com 20, dentro da zona da degola.

Para buscar sua sétima vitória neste Brasileirão, o Santos teve dificuldade para jogar no encharcado gramado da Ressacada. O mau tempo prejudicou a qualidade técnica da partida e impediu a execução das boas jogadas do time no meio de campo.

Por consequência, as principais jogadas dos dois times surgiram de bolas paradas. O Avaí fez o primeiro em cobrança de pênalti. O Santos, porém, chegou à vitória em jogadas rápidas e de trocas de passes, com Borges e Felipe Anderson.

O JOGO

O gramado encharcado gerou o primeiro lance de perigo da partida logo aos 20 segundos. Em rápido ataque do Avaí, a bola parou em uma poça d'água dentro da área e William encheu o pé no meio do gol. Bruno Rodrigo desviou de cabeça e salvou o Santos.

A jogada deu a tônica de todo o jogo na Ressacada. A chuva ininterrupta e as poças d'água atrapalhavam o toque de bola e as trocas de passes. Eles se adaptaram às condições do gramado com passes de longa distância e resumiram os lances ofensivos em tentativas de bola parada.

Em uma das melhores chances do Santos, Neymar levantou na área e Alan Kardec cabeceou rente à trave, aos 18. Nove minutos depois, o goleiro do Avaí deu rebote, após cobrança de falta, mas o mesmo Alan Kardec não conseguiu aproveitar. Antes, Borges já havia levado perigo em chute da entrada da área.

O Santos dominava quando o árbitro Gutemberg de Paula Fonseca marcou pênalti duvidoso para o Avaí, aos 30 minutos: falta de Edu Dracena sobre Lincoln. William bateu firme no canto direito do goleiro santista e fez 1 a 0.

O Santos tentou o empate antes do intervalo, mas não teve sucesso. Neymar, aos 37, pegou rebote na área e finalizou na defesa. Aos 42, foi a vez de Dracena cabecear com perigo, exigindo grande defesa de Rafael Santos.

Na saída para o intervalo, o zagueiro criticou o pênalti. "Já é o segundo que marcam desse jeito [contra o Santos]. Isso é uma vergonha. É só ver na televisão para saber que não foi pênalti", reclamou o defensor santista.

Os dois times continuaram com dificuldades por causa da chuva no segundo tempo. Pressionado pela desvantagem, o Santos mostrou maior iniciativa e criou as melhores chances de gol. Alan Kardec, aos 12 e aos 18, Bruno Rodrigo, de cabeça, aos 17, e Elano, em cobrança de falta, aos 22, quase empataram.

PRESSÃO

Depois de seguidas tentativas de bola parada, o Santos chegou ao primeiro gol em rápida troca de passes na entrada da área, aos 25 minutos. Neymar iniciou a jogada pelo meio e acionou Felipe Anderson, que deu assistência para Borges. O artilheiro driblou o goleiro e bateu para o fundo das redes, chegando ao seu 15º gol no Brasileiro.

Melhor em campo, o Santos buscou a virada com jogada individual de Felipe Anderson. O reserva avançou pela direita, superou as poças d'água, driblou dois marcadores e encheu o pé para acertar o ângulo esquerdo de Rafael: 2 a 1.

Sábado, o Santos enfrentará o Cruzeiro na Vila. O Avaí visita o América-MG, em Sete Lagoas, às 18 horas.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 X 2 SANTOS

Avaí - Rafael Santos; Arlan, Gustavo Bastos, Dirceu e Romano; Bruno Silva, Batista (Rafael Coelho), Pedro Ken (Leandro Lima), Lincoln; Robinho (Cleverson) e William. Técnico: Toninho Cecílio

Santos - Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Léo; Adriano (Felipe Anderson), Henrique (Bruno Aguiar), Elano (Éder Lima) e Alan Kardec; Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho

Gols - William (pênalti), aos 33 minutos do primeiro tempo. Borges, aos 25, e Felipe Anderson, aos 31 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - Lincoln, Robinho, William, Romano (Avaí); Elano, Edu Dracena, Adriano, Danilo, Bruno Rodrigo (Santos)

Árbitro - Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)

Renda e público - Não disponíveis

Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC) 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.