Santos também convive com desfalques para o clássico

Cuca lamenta ausência de jogadores como Michael, coloca favoritismo no Palmeiras, mas diz que não lamenta

Redação,

22 de julho de 2008 | 13h08

Se o time do Palmeiras está repleto de desfalques para o clássico paulista, o mesmo pode ser dito sobre o Santos, que pode não contar com até quatro jogadores.Veja também: Santos vive clima de otimismo após fim do jejum Santos vai tentar reduzir suspensão do volante Rodrigo Souto Meia Evandro desfalca Palmeiras contra o Santos O goleiro Fábio Costa continua de fora por causa de uma lesão e Felipe será o titular. Já Rodrigo Souto cumpre a suspensão padrão da CBF de 30 dias sobre o caso de doping na Libertadores, enquanto o lateral-esquerdo Michael cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo."Você tem de ter confiança no grupo. Se todos estão bem treinados, não há razão para temer os desfalques", disse o técnico Cuca, que continuou: "Eu não me queixo de perder jogadores, mesmo porque isto acontece com todos os clubes, assim como o Palmeiras, que também tem alguns. Eu me preocupo, sim, com a qualidade do elenco."Outro desfalque para o Santos pode acontecer no começo da noite desta terça, já que o volante Adriano será julgamento pelo STJD por uma suposta agressão ao jogador Diogo, da Portuguesa, no empate em 0 a 0, disputado no dia 28 de junho, no Canindé. O jogador será julgado sob o artigo 253 - agressão ao adversário - e poderá ser suspenso por até 540 dias. O departamento jurídico do Santos, no entanto, acredita na desqualificação do artigo, amenizando uma possível punição, caso venha a acontecer.FAVORITOApesar de comemorar a primeira vitória do Santos sob seu comando, o técnico Cuca não hesita em dizer que o favoritismo é do Palmeiras, que joga no Palestra Itália, nesta quinta. "O Palmeiras está em sexto lugar, é campeão [do Paulista], reforçou a equipe, manteve a comissão, e ainda é o favorito. Não é porque perdeu uma partida fora [diante do Goiás] que não será. Agora, ser favorito não quer dizer que vá vencer o jogo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.