Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Santos tem de usar pausa no Brasileirão para recuperar atletas

Vários atletas, entre eles, Zeca e Gustavo têm problemas médicos

O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2015 | 07h00

Por causa de contusões e convocações para as seleções olímpica e principal, o técnico Dorival Júnior não poderá contar com vários titulares do Santos no período de dez dias sem jogos no Campeonato Brasileiro. Com isso, ele terá pouco tempo para treinar com o time considerado titular. 

Ricardo Oliveira e Lucas Lima (seleção principal) e Gabriel (seleção olímpica) são desfalques confirmados. Geuvânio (lesão na coxa direita) e Victor Ferraz (dor nas costas) estão no departamento médico e não têm previsão de retorno. 

Ontem, a lista aumentou: o lateral Zeca foi cortado da seleção olímpica por causa de um edema no quadril. Dois novos casos ainda serão examinados com mais rigor. O meia Marquinhos Gabriel e o zagueiro Gustavo Henrique deixaram o jogo contra o Fluminense se queixando de dores musculares. 

“O descanso será só de dois, três dias. Aí a recuperação já teria sido feita e prepararíamos a equipe para um novo momento. Faríamos treinamentos com qualidade, buscando algumas correções táticas. Infelizmente, estamos chegando nesta condição, tendo de remontar a equipe para alguns jogos em sequência”, lamentou o treinador. “Não sei como iniciaremos a semana. Vamos aguardar o início dos trabalhos e treinar aqueles que têm condições”. 

A vitória sobre o Fluminense recolocou o Santos no G-4 depois de 187 rodadas. A última vez que o Santos figurou nessa lista foi em 2010, na 31ª primeira rodada. Nunca uma equipe de Série A havia ficado tanto tempo longe do grupo dos quatro primeiros.

Curiosamente, o último treinador a levar o Santos à zona de classificação da Libertadores foi exatamente Dorival Júnior, demitido em 2010. O Santos não disputa a Libertadores desde 2012, quando foi eliminado na semifinal pelo Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.