Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Santos tem dificuldade para renovar com Adriano

Volante dz acreditar em seus empresários, mas não sabe de detalhes das negociações

Sanches Filho, especial para o Estado

15 de novembro de 2012 | 11h22

SANTOS - Há duas semanas, Adriano foi escalado pela assessoria do Santos para explicar sua situação no clube, para falar de seu novo contrato, em substituição ao atual que terminará em agosto de 2013. O volante disse que estava feliz por ter recuperado os 40% dos seus direitos federativos que tinham ido parar nas mãos de um empresário e também por, finalmente, deixar de ser o salário mais baixo do elenco (R$ 30 mil/mês) e passar a ganhar R$ 130 mil mensais, o piso do clube. Sua alegria, no entanto, durou pouco. Sua renovação foi interrompida e voltou para a estaca zero.

Para não se indispor com a cúpula santista e ter de passar pelas dificuldades enfrentadas por Paulo Henrique Ganso durante dois anos, Adriano procura não se estender sobre o que está 'pegando' em seu contrato. Diz apenas que acredita nos seus empresários (Tadeu Cruz, auxiliar técnico do São Paulo, e Bosco, pai de Kaká) e que não sabe dos detalhes que estão travando as negociações nesse momento.

Segundo o Estado apurou, o problema seria, além de exigir uma importância adiantada como luvas, a exigência de receber de volta os seus 40%. O Santos só aceita fazer o repasse em agosto de 2013. Como o contrato atual do jogador termina em agosto, se o impasse não for superado logo, em fevereiro ele poderá assinar um pré-contrato com um novo clube.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos fcadrianobrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.