Santos tem pressa, mas espera Luxemburgo

O Santos tem pressa em contratar o novo técnico e o presidente Marcelo Teixeira pretende resolver nesta terça-feira esse problema, pois a montagem do time só será fechada depois desta definição. Nesta segunda, Luxemburgo continuava o nome mais forte. Ele está decidindo entre a proposta do Santos e a de dirigir a Seleção do Irã e sua resposta deverá ocorrer entre até quarta-feira. Os dirigentes continuam também conversando com Muricy Ramalho, que já se desligou do Internacional e surgiu um novo nome na lista: Levir Culpi.Os dirigentes têm a palavra de Luxemburgo de que, voltando para o Brasil, irá dirigir o Santos. No final do ano passado, ele acertou sua dispensa com o presidente Marcelo Teixeira para dirigir o Real Madrid, uma semana depois de ter assinado o contrato. Naquela época, foi liberado da multa contratual se comprometeu a conversar primeiro com os santistas em sua volta ao Brasil.Luxemburgo confirmou a amigos que pretende passar mais um tempo na Europa, mas negociou esses dias com os dirigentes santistas e só não acertou ainda porque está em dúvida quanto a dirigir uma seleção na Copa do Mundo. Por outro lado, há a preocupação na Vila Belmiro de que o treinador possa substituir Parreira no comando do selecionado brasileiro depois da Copa do ano que vem e isso atrapalharia o trabalho de longo prazo que se pretende fazer no clube.Mais dois técnicos estão na mira dos santistas: Muricy Ramalho e Levir Culpi. Há muito tempo esses dois treinadores freqüentam a lista de treinadores pretendidos. As negociações com Muricy estão mais adiantadas, mas os valores colocados pelo procurador assustaram os dirigentes. Levir Culpi surge como terceiro nome e o que se sabe é que a contratação do técnico tem de sair nas próximas horas, sob pena de comprometer o trabalho do ano que vem.O Santos começará a trabalhar seus atletas no dia 26 e muitas contratações e dispensas terão de ser feitas. Entretanto, todas as negociações foram paralisadas no aguardo da chegada do novo treinador. Até mesmo o caso Ricardinho se enquadra nessa decisão.

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2005 | 21h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.