Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Santos tem problemas para escalar a defesa e pode apelar aos garotos

Dupla campeã da Copa São Paulo surge como provável opção para recompor o setor desfalcado

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

28 de fevereiro de 2014 | 18h46

SANTOS - Oswaldo de Oliveira comemora o grande número de bons jogadores para o ataque e sofre com falta de zagueiros, o que poderá até pôr em risco a possibilidade do Santos voltar a ser campeão paulista. Sem Edu Dracena e Gustavo Henrique, que só voltam aos treinos dentro de aproximadamente seis meses e, encerrado o prazo de inscrição de jogadores para o Estadual, o treinador conta apenas com o experiente Neto, que está pendurado com dois cartões amarelos, e Jubal, que é recém-saído das categorias de base.

Se perder a dupla, Oswaldo terá que recorrer a David Braz, que entrou no segundo tempo contra o Bragantino e não pôde ser testado porque o adversário atuou com um jogador a menos desde a metade do primeiro tempo. Ou ainda pode escalar Nailson ou Paulo Ricardo, recém-promovidos para o profissional e sem um mínimo de experiência. Com a agravante que o Santos tende firmar a escalação com apenas os volantes Arouca e Cícero, que não são especialistas em marcação.

Do meio para frente, o problema é inverso: a fartura de atacantes. Leandro Damião não pode sair porque precisa ser valorizado e Thiago Ribeiro só ficou fora contra o Bragantino em razão de dores na coxa direita e está pronto, deixando Oswaldo em dificuldade para juntar todos os destaques da goleada por 5 a 0 contra o Bragantino.

Pela avaliação do treinador, o melhor de todos foi Rildo. “Ele só não fez chover”, disse. Gabriel, improvisado na armação, fez gol e apareceu bem na frente, Geuvânio, de contrato novo, marcou dois gols e vai se tornando ídolo da torcida. Ainda estão à espera de oportunidade Stefano Yuri, Diego Cardoso e Jorge Eduardo. São tantos bons atacantes que Giva (está voltando de contusão no ombro), Victor Andrade (em baixa) e Neilton (chegou a ser chamado de novo Neymar) estão quase esquecidos.

CARNAVAL

Os jogadores titulares fizeram um rápido trabalho regenerativo nesta sexta-feirano CT Rei Pelé, em seguida foram dispensados e folgam dois dias no carnaval. A volta aos treinos foi marcada para segunda-feira à tarde. Mena se apresentou sexta-feira à seleção chilena para o amistoso do dia 5 contra a Alemanha, em Stuttgart, e desfalca o time contra o Mogi Mirim, quinta-feira à noite, em Mogi. Émerson, recuperado de lesão, será o substituto. Neto, com dores nas costas, foi substituído contra o Bragantino por precaução e não preocupa para o jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.