Santos tenta esquecer problemas financeiros para focar nas quartas do Paulistão

Depois de um ótimo início de temporada, equipe perde força com desgastes fora de campo

Redação, Estadão Conteúdo

22 de março de 2019 | 08h06

Depois de um ótimo início de temporada, o Santos chega para as quartas de final do Campeonato Paulista em momento turbulento, tanto dentro quanto fora de campo. Além dos resultados recentes não serem os esperados, a diretoria tem sofrido para cumprir suas obrigações financeiras com os jogadores.

Os cartolas santistas não pagaram os salários dos atletas referentes a fevereiro, que deveriam ter sido quitados no começo de março. Somente os vencimentos dos membros da comissão técnica foram quitados. Diante deste cenário, Jorge Sampaoli devolveu o pagamento que recebeu ao Santos, e a situação tornou-se pública.

Os jogadores garantem manter o foco em campo, e a ordem é justamente essa. Afinal, a partir deste fim de semana, o Santos disputa uma vaga nas semifinais do Campeonato Paulista diante do Red Bull Brasil, time de melhor campanha na primeira fase do Estadual. O duelo de ida acontecerá no Pacaembu, neste sábado, enquanto a volta está marcada para terça, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

A tarefa promete não ser fácil, e pode ficar ainda mais complicada se o Santos repetir o desempenho dos últimos jogos. Após iniciar a temporada com seis triunfos nos primeiros sete jogos oficiais, o time alvinegro venceu apenas três dos últimos nove. Nas três rodadas finais do Paulistão, a equipe sequer marcou gols.

A despedida da primeira fase foi com goleada de 4 a 0 diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, com um time reserva. Para deixar este mau momento para trás, o Santos confia na volta de seus titulares. Sampaoli deve escalar no sábado: Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca, Jean Lucas, Carlos Sánchez e Jean Mota; Rodrygo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.