Divulgação
Divulgação

Santos tenta evitar que problemas externos tire o foco para decisão

Ricardo Oliveira e Robinho podem deixar o clube em breve

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2015 | 07h04

O Santos tem um desafio extra na decisão do Paulista. Além do Palmeiras, o clube também luta para evitar que os problemas externos atrapalhem a preparação do time comandado por Marcelo Fernandes. O maior deles é o futuro de Ricardo Oliveira, que tem contrato até o término do Paulista e espera definir o futuro até semana que vem.

"A renovação está perto de acontecer entre os dois jogos (da final). Seria bom até para não perder o foco na final", disse o atacante, artilheiro da equipe no estadual, com dez gols. Ele admite a possibilidade de ir jogar em um rival do Santos. "Saem notícias sobre outros clubes, que posso ir embora... Temos final e não é bom falar de um assunto que deveríamos ter resolvido", completou.

Um dos clubes comentados que estariam interessados no jogador é o Palmeiras, mas o diretor de futebol, Alexandre Mattos, já garantiu que tudo não passa de boato. O São Paulo avisou que só fará proposta ao atacante caso ele encerre as negociações com o Santos.

Ricardo Oliveira chegou ao Alvinegro no início do ano com um salário baixo e com contrato curto, como se fosse um teste. O sucesso no estadual fez com que ele se valorizasse bastante e despertasse o interesse de diversos clubes brasileiros.

Outro que ainda não definiu o futuro é Robinho. Ele tem contrato até o meio do ano e o presidente do clube, Modesto Roma, vai viajar na segunda-feira para a Itália, onde tentará um acordo para ficar com o jogador.

No meio de tantas incertezas, Marcelo Fernandes pode ter mais um problema para administrar. O zagueiro Werley está com suspeita de dengue e dificilmente terá condições de jogo para domingo.

Em seu lugar, entraria Gustavo Henrique, mas ele se recupera de um edema na coxa esquerda. A opção mais provável é que o jovem Paulo Ricardo, de 20 anos, seja o titular ao lado de David Braz. O garoto, revelado pelo clube, não foi titular em nenhuma partida na temporada e só fez um jogo, quando entrou no decorrer do jogo contra o Londrina, pela Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.