Divulgação
Divulgação

Santos tenta ignorar vantagem para evitar novo vacilo no ano

Clube tem somente a Copa do Brasil para chegar à Libertadores

O Estado de S. Paulo

01 de dezembro de 2015 | 07h00

O Santos vai tentar desprezar a vantagem da vitória no primeiro jogo da final da Copa do Brasil ao entrar em campo para enfrentar o Palmeiras, nesta quarta-feira, em São Paulo. A equipe da Vila Belmiro tem repetido nos últimos dias o tom de "jogo de vida ou morte", discurso reforçado pela necessidade em se agarrar à última chance restante de conquistar vaga na Copa Libertadores.

Até o último domingo o clube tinha dois caminhos para chegar à competição continental. Mas com a derrota para o Vasco por 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, no Rio, a chance de G-4 terminou e restou ao clube tratar a Copa do Brasil com absoluto cuidado. Só assim o Santos poderá fechar a temporada com algo mais relevante do que a conquista do Campeonato Paulista.

A possibilidade de se garantir na Libertadores pelo Brasileiro começou a escapar quando o time acumulou as quatro últimas rodadas sem ganhar. As duas últimas partidas terminaram com derrotas por 1 a 0 para Coritiba e Vasco, adversários que lutavam contra o rebaixamento. Nelas, o técnico Dorival Junior preferiu poupar titulares para a Copa do Brasil e viu o rendimento cair.

Portanto, a final desta quarta-feira no Allianz Parque virou a salvação. A vitória magra por 1 a 0 na semana passada, na Vila Belmiro, colocou pressão sob o elenco, inclusive nos jogadores mais jovens. "Ganhei títulos na base, mas não se comparam à grandeza da Copa do Brasil, que pode nos levar à Libertadores. Tenho certeza que o grupo está focado e vamos sair com esse título", disse o zagueiro Gustavo Henrique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.