Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Santos tenta jogar no Pacaembu contra Figueirense

Clube busca renda maior do que na Vila Belmiro

O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2015 | 07h00

O presidente do Santos, Modesto Roma Junior, tenta convencer a CBF a aceitar que o segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Figueirense, seja disputado no Pacaembu. O objetivo do dirigente é obter uma arrecadação com bilheteria maior do que na Vila Belmiro. Enquanto que no estádio da capital paulista cabem quase 40 mil torcedores, na Baixada a capacidade não chega a 20 mil.

Na segunda-feira, logo após o sorteio da ordem dos jogos, na sede da CBF, no Rio, o presidente do Santos procurou Manoel Flores, diretor de Competições da entidade, para fazer o pedido e ainda aguarda a resposta oficial. As datas, horários e locais das partidas das quartas de final serão divulgados pela CBF em breve.

O Palmeiras também faz o jogo de volta contra o Internacional como mandante. A CBF pode determinar que a partida seja disputada no mesmo dia de Santos x Figueirense. Assim, só restaria ao Peixe jogar na Vila Belmiro já que o Palmeiras atuaria na capital.

Nas oitavas de final, o Santos já queria mandar o seu jogo contra o Corinthians no Pacaembu. O problema é que no mesmo dia o Palmeiras recebeu o Cruzeiro no Allianz Parque. O clássico, então, foi disputado na Vila e o Santos ganhou por 2 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSantos FCCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.