Santos tenta manter vivo o sonho de classificação

Uma derrota e até mesmo um empate contra o Mirassol, nesta quinta, tiram chances de alcançar o G-4

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

12 de março de 2008 | 18h29

Ainda sonhando com a classificação para as semifinais do Paulistão, o Santos tem jogo decisivo nesta quinta-feira, quando recebe o Mirassol, às 20h30, na Vila Belmiro, pela 14.ª rodada do campeonato - o duelo terá acompanhamento do estadao.com.br. Afinal, uma derrota e até mesmo um empate tiram as chances santistas de conseguir uma das quatro vagas - está atualmente com 17 pontos, longe dos primeiros colocados.  Classificação Calendário / Resultados  O problema é que o técnico Emerson Leão terá alguns desfalques importantes. O principal deles é o volante Rodrigo Souto, cuja negociação com o Lokomotiv fracassou. O volante Adriano e o lateral-direito Denis, ambos contundidos, também não jogam nesta quinta-feira. Assim, o treinador santista teve que recorrer a Dionísio, Adoniran e Paulo Henrique, jogadores que não faziam parte de seus planos, para completar a defesa e armar o meio-de-campo contra o Mirassol. Em compensação, o time do Santos poderá contar com um importante reforço no jogo desta quinta-feira. É o lateral-esquerdo Kléber, principal jogador do elenco santista, que volta a jogar depois de passar por uma cirurgia no abdômen no último dia 20 de fevereiro. Com a volta de Kléber e a vitória sobre o Noroeste na última rodada, o Santos acredita numa arrancada na reta final do Paulistão, em busca da vaga na semifinal. "Enganam-se os que pensam que o Santos está morto. Temos consciência de que uma vitória contra o Mirassol nos coloca perto do G4 [grupo dos quatro melhores do Paulistão]", disse Adoniran. O volante Adoniran vive uma situação inusitada no Santos. Na semana passada, ele saiu do ostracismo e, depois de apenas um treino, virou titular no jogo contra o Noroeste. Na ocasião, foi improvisado na lateral-direita. "Estava há cinco meses sem jogar e tive dificuldade para me adaptar à posição. Espero ir bem contra o Mirassol para ganhar a confiança do treinador", afirmou o jogador, que vai ocupar a vaga de Rodrigo Souto nesta quinta-feira.SantosFábio Costa; Dionísio, Domingos, Betão e Kléber; Marcinho Guerreiro, Adoniran, Molina e Paulo Henrique; Sebastián Pinto e Kléber PereiraTécnico: Emerson LeãoMirassolAlexandre Fávaro; Júlio César, André Turato e Bruno Aguiar; Fabinho Capixaba, Jéferson, Alex Alves, Xuxa e Adriano Spadoto (Marcinho); Frontini e Fabiano SouzaTécnico: Luís Carlos MartinsÁrbitro: antônio Rogério Batista do PradoEstádio: Vila BelmiroHorário: 20h30TV: SporTV Como Adoniran entra no meio-de-campo e Denis ainda está contundido, o lateral-direito do Santos no jogo contra o Mirassol será o volante Dionísio, outra improvisação do técnico Leão. O meio-de-campo titular ainda terá Paulo Henrique, revelado na última Copa São Paulo de Futebol Júnior, que ganha uma chance de Leão. Já o colombiano Molina está confirmado no jogo desta quinta-feira e será o principal responsável por municiar o ataque formado por Kléber Pereira e pelo chileno Sebastián Pinto. Molina era dúvida para enfrentar o Mirassol, depois de ter sofrido uma pancada no tornozelo direito durante o treino de terça-feira. Mas o tratamento deu resultado rápido e ele treinou normalmente nesta quarta, confirmando presença em campo nesta quinta.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCMirassolPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.