Santos tenta superar perda de Robinho

A partir desta quinta-feira é para valer: o Santos continuar na luta para a conquista de mais um Brasileiro sem sua principal estrela. Robinho já não faz parte da equipe e o grupo sabe que perderá a qualidade técnica da maior revelação do clube desde Pelé e que nada será igual em relação às brincadeiras que ele comandava com sua irreverência. É o fim de uma era na vida do time da Vila Belmiro, que procura um jogador consagrado para ocupar o lugar do atacante.O último sonho é Vagner Love e o clube estaria disposto a desembolsar 10 milhões de euros para ter o atleta, valor abaixo do pedido pelo CSKA. Nesta quarta-feira, surgiu mais um nome na lista dos atacantes pretendidos pelo Santos: Marcel, revelado pelo Coritiba e que está na Acadêmica de Coimbra. O interesse dos santistas por esse atacante é antigo e antes de ele se transferir da Coréia para o time português.Já o lateral-esquerdo Kleber acertou as bases para sua volta ao futebol brasileiro e os santistas tentam junto ao suíço Basel baixar o valor da multa rescisória, em torno de 3 milhões de euros, trabalho que pode ser facilitado com a desclassificação do time na Liga dos Campeões. O ex-corintiano acabou se interessando pela proposta santista porque pretende voltar à seleção e o Santos pode ser sua melhor vitrine.Giovanni já readquiriu sua condição de ídolo, faz jogadas de alta qualidade técnica, mas fora de campo é exatamente o contrário de Robinho. É tímido, fala muito pouco e raramente brinca. Para completar, Gallo tem um perfil parecido com o de Giovanni: é muito sério e vai acabar imprimindo essa cara ao time.Todos admitem que a perda foi muito grande e que muita coisa mudará na Vila Belmiro e no CT Rei Pelé. "Vamos dar continuidade à nossa luta.Ele faz falta em qualquer equipe e esperamos superar essa dificuldade", disse o volante Bóvio, acrescentando: "o grupo é alegre e todos vão procurar superar a ausência dele".O atacante Diego, que atuou algumas vezes ao lado de Robinho e que vai ganhando a condição de titular, acha que é uma perda grande. "Ele é um jogador diferenciado no Brasil e no mundo,vai fazer muita falta, mas temos jogadores no grupo para entrar e dar conta do recado".Elton acredita que o grupo irá superar esse desfalque, mas entende que tudo ficará mais difícil: "É um craque, quando está em campo os adversários se preocupam muito com ele e esquecem um pouco de nós, que encontramos espaço para jogar".Os santistas lembram que no ano passado o time embalou no campeonato sem Robinho, que ficou dois meses afastado por ter ficado abalado com o seqüestro de sua mãe e só voltou a jogar na última partida, a do título brasileiro. Mas naquela época, o técnico era Vanderlei Luxemburgo e o time contava com um elenco superior tecnicamente ao atual. Depois dessa conquista, Elano, Deivid e Léo deixaram a equipe.O técnico Gallo insiste na reposição dessas perdas, especialmente a de Robinho, mas acha que o elenco atual tem condições de conquistar mais um título. "A saída de Robinho preocuparia mais se a equipe estivesse mal colocada no campeonato, o que não é o caso", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.