Santos tenta tirar Hugo, Tardelli e Souza do São Paulo

Técnico Emerson Leão quer mais reforços para a disputa do Campeonato Paulista e da Copa Libertadores

Martín Fernandez, O Estado de S. Paulo

10 de janeiro de 2008 | 19h52

O Santos, que dos grandes paulistas é o mais lento na corrida por reforços, tentou dar um sprint nesta quinta-feira. O técnico Emerson Leão quis, de uma vez só, levar para a Vila Belmiro o trio Souza, Hugo e Diego Tardelli. "Ele pediu três para levar um", desdenhou o superintendente de futebol do clube do São Paulo, Marco Aurélio Cunha. "Foi apenas uma sondagem, uma demonstração de interesse, não houve proposta."   Veja também:  Fábio Costa elogia torcedores e Betão  Santos goleia pela Copa São Paulo de Juniores   Dos três, Tardelli é o que está mais perto de ir para o Santos. O atacante teve uma boa fase em 2005, quando Leão treinava o São Paulo. "Ele me ligou, conversamos, mas ainda não tem nada certo", declarou o jogador à Agência Estado, por telefone. Ele também está nos planos do Flamengo.   Os três jogadores resolveriam os três maiores problemas do Santos de Leão. Souza seria o titular da lateral-direita, já que Alessandro se transferiu para o Corinthians e Baiano foi dispensado. Hugo seria o meia que o time não tem desde a saída de Petkovic e Pedrinho, e Diego Tardelli o companheiro ideal para formar a dupla de ataque com Kléber Pereira, no lugar de Marcos Aurélio.   O time da Vila Belmiro também insiste em contar com o meia Diego Souza, que pertence ao Benfica e está na mira de Palmeiras e Grêmio. O Santos tenta mandar o lateral-esquerdo Kléber em troca de Léo e de uma redução no preço de Diego Souza. O Benfica pede 4 milhões de euros pelo meia, e não deve aceitar a proposta feita pelo Santos.   O zagueiro Fabão, que apresentou uma lesão no tornozelo e por isso não foi contratado, deve se apresentar segunda-feira no Cepraf, centro de tratamento de atletas do Santos. O jogador está em Goiânia, acompanhando o nascimento da filha.   Betão, o outro reforço para a zaga, deve ser apresentado nesta quinta. O goleiro Fábio Costa garantiu que a identificação do zagueiro com o Corinthians, clube que defendeu por 14 anos, não será problema. "É um grande jogador, tem caráter acima da média e vai ajudar muito o Santos", declarou o camisa 1, que atuou com o zagueiro no rival. "A torcida precisa ter um pouco de paciência com ele", pediu o capitão.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.