Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Santos tentará superar jejum de vitórias e mostrar força na Libertadores

Equipe está há quatro jogos sem vencer no Paulistão e perdeu na estreia do torneio continental

Estadão Conteúdo

14 Março 2018 | 08h06

O Santos vive momento ruim na temporada. O time alvinegro vem de quatro jogos sem vitória e chega pressionado para o duelo contra o Nacional, do Uruguai, nesta quinta-feira, às 19h15, no estádio do Pacaembu, pela segunda rodada da Libertadores.

+ Dirigente do Santos diz que Corinthians assume 'grande risco' se contratar Zeca

+ Com ida e volta do Corinthians na capital, federação define quartas do Paulistão

O volante Alison reconheceu que a equipe não tem atuado como os torcedores gostariam e pediu a reação imediata para o Santos não correr o risco de ser eliminado logo na primeira fase da competição continental e também evitar uma queda nas quartas de final do Campeonato Paulista.

"Claro que não estamos satisfeito. São quatro jogos sem vencer e jogador de futebol e técnico querem sempre vencer. É óbvio que incomoda a gente. Não estamos aqui para colocar desculpa. Seja qual for a adversidade, temos o pensamento de vencer", afirmou o jogador, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, na última quarta-feira.

O Santos vem de derrota para o Real Garcilaso na Libertadores. Também tropeçou nos últimos três jogos do Estadual, com duas derrotas e um empate. Mesmo assim, está nas quartas de final do Paulistão e no próximo domingo visita o Botafogo no jogo de ida.

Alison não sabe ainda se o técnico Jair Ventura poupará titulares na competição local, mas afirmou que o trabalho que tem sido feito visa dar ritmo a todos. "O Jair vem testando os jogadores, já utilizou quase todos do elenco. Agora chegou o momento para reencontrar o caminho da vitória", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.